Home Notícias Brasil RN Operação Vertente: governo leva água para cidades do Seridó e Alto Oeste‏

Operação Vertente: governo leva água para cidades do Seridó e Alto Oeste‏

Operação Vertente: governo leva água para cidades do Seridó e Alto Oeste‏
Foto: Divulgação
0

O Governo do Rio Grande do Norte deu início nesta segunda-feira (5), as ações da Operação Vertente, para abastecer com carros-pipa áreas urbanas de 13 cidades do Seridó e Alto Oeste que estão em colapso de água. Realizada pelo Gabinete Civil e Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, a operação conta com o aporte de R$ 4 milhões de reais do Ministério da Integração Nacional e deve beneficiar cerca de 110 mil pessoas.

Somente nesta segunda-feira já foram abastecidos 48 caminhões em Apodi, no Sítio Carrasco, e 13 em Vera Cruz. O abastecimento acontece por meio de caminhões-pipa previamente cadastrados e utiliza dados georreferenciados dos mananciais e dos beneficiários, bem como, o registro, via satélite, dos caminhões utilizados no processo. Uma sala de geomonitoramento foi montada no Centro Administrativo, exclusivamente, para acompanhar a ação, desde a captação até a entrega da água.

Na próxima quinta-feira (8), às 11h, o Governador Robinson Faria deve acompanhar o abastecimento do município de Alexandria, onde participa de solenidade que oficializa o início da Operação.

Situação de Emergência

O Governo Estadual trabalha no momento para editar novo Decreto de Situação de Emergência devido à seca. Esta será a quarta edição, diante do cenário de estiagem que permanece o mesmo em 153 cidades. O decreto atual, valido até dia 21 de setembro, será renovado até março de 2017.

Para evitar atraso no reconhecimento federal e na homologação estadual, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil convoca os coordenadores de Defesa Civil dos municípios a preencher corretamente o Formulário de Informação de Desastre (Fide). Até o momento, apenas 85 municípios preencheram e enviaram o formulário.

Segundo o Coordenador Estadual da Defesa Civil, Coronel Eliseu Dantas, cada município é responsável por este cadastro, que vai conter dados relevantes para afirmar que o município está enquadrado na situação de emergência.

“É através desse cadastro que os municípios se tornam habilitados para receber recursos em caso de desastres, como a seca. E para isso, é preciso que todos os municípios agilizem esta etapa, que é uma nova exigência do Ministério da Integração Nacional”, explica. Mais informações e esclarecimentos quanto ao FIDE podem ser obtidos através do 3232-5155 ou [email protected]

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!