Home Notícias Saúde Novo estudo sugere que só de pensar em praticar exercícios pode trazer resultados

Novo estudo sugere que só de pensar em praticar exercícios pode trazer resultados

Novo estudo sugere que só de pensar em praticar exercícios pode trazer resultados
Foto: Reprodução/Google Imagens
0

O verão está chegando e com ele várias pessoas procuram uma academia para entrar em forma. No entanto, um novo estudo sugere que não é necessário passar horas praticando exercícios para tonificar o corpo. As informações são do Daily Mail.

Um estudo recente publicado no Journal of Neurophysiology descobriu que o simples fato de pensar no exercício pode-se chegar no tônus ​​muscular (tensão elástica), retardar a atrofia, e até mesmo deixar seus músculos mais fortes. De acordo com o Breitbart Notícias Network, pesquisadores da Universidade de Ohio realizaram um experimento utilizando dois conjuntos de “indivíduos saudáveis” para se chegar a essa conclusão. 

Os pesquisadores envolveram os pulsos de um grupo de voluntários em um molde e deu-lhes instruções para ficar parados por 11 minutos, cinco dias por semana, durante quatro semanas, e "realizar imagens mentais de fortes contrações musculares", ou imaginar o exercício. Foto: Getty Images
Os pesquisadores envolveram os pulsos de um grupo de voluntários em um molde e deu-lhes instruções para ficar parados por 11 minutos, cinco dias por semana, durante quatro semanas, e “realizar imagens mentais de fortes contrações musculares”, ou imaginar o exercício. Foto: Getty Images

Os pesquisadores envolveram os pulsos de um grupo de voluntários em um molde e deu-lhes instruções para ficar parados por 11 minutos, cinco dias por semana, durante quatro semanas, e “realizar imagens mentais de fortes contrações musculares”, ou imaginar o exercício. Para o segundo grupo não foi dado nenhuma instrução.

Os resultados obtidos mostram que o corpo e a mente estão mais interligados do que se imaginava. Ao final das quatro semanas, os participantes que se envolveram no “exercício mental” estavam duas vezes mais forte do que aqueles que não realizaram o exercício, relata o site Breitbart. Além disso, os participantes que praticaram o exercício tinham um cérebro mais forte, porque os exercícios criaram caminhos neuromusculares mais fortes.

Os cientistas sabem há muito tempo das conexões entre o córtex cerebral e sua capacidade de controlar e coordenar o movimento muscular, de acordo com a Faculdade de Medicina Osteopática Heritage, da Universidade de Ohio. Exercitar técnicas de imaginação são comumente usadas ​​por atletas profissionais para melhorar o desempenho. No entanto, o estudo da Universidade é o primeiro a provar que as imagens podem retardar ou parar a atrofia muscular.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!