Home Notícias Brasil RN Mossoró Mossoró ocupa 1º lugar no RN em ranking de geração de empregos

Mossoró ocupa 1º lugar no RN em ranking de geração de empregos

Publicidade

Mossoró ocupa 1º lugar no RN em ranking de geração de empregos
0
Publicidade

Em um mês onde o Brasil fechou aproximadamente 158 mil postos de trabalho, o pior resultado da série histórica, iniciada em 1992, Mossoró registrou saldo positivo na geração de empregos, ocupando o 1º lugar no Rio Grande do Norte no ranking de municípios com população acima de 30 mil pessoas. Em julho, de acordo com dados divulgados na sexta-feira (21) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a cidade contabilizou 2.530 admissões, ante 2.096 demissões, saldo de 434 novos empregos formais.

“O Brasil vive hoje a pior crise das últimas décadas, o que tem refletido diretamente na geração de empregos, porém, Mossoró vem ocupando o primeiro lugar no Rio Grande do Norte no ranking do Ministério do Trabalho, e a expectativa é que até o final desse ano os números sejam ainda melhores, pois há setores, como o de telemarketing, que pretendem ampliar significativamente o seu quadro de funcionários.

O setor de Agropecuária foi o que mais se destacou na geração de postos de trabalho em julho, contabilizando um saldo de 564 novos profissionais com carteira assinada. A Indústria e o Comércio também registraram variação positiva, com 110 novos postos de trabalho. Os dados fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgado mensalmente.

Os números do MTE mostram ainda que, enquanto Mossoró registrou saldo positivo em julho, o Rio Grande do Norte perdeu 1.246 empregos celetistas, o que corresponde a uma variação negativa que contabilizou perda de 1.210 postos de trabalho. No mês passado, o Estado perdeu 0,28% de empregos em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!