Home Notícias Brasil RN Natal Mercado das Rocas continua sem funcionar

Mercado das Rocas continua sem funcionar

Mercado das Rocas continua sem funcionar
Foto: Vlademir Alexandre
0

Embora tenha sido inaugurado com grande festa e show pelo prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT), em janeiro deste ano, o Mercado das Rocas continua sem funcionar, seis meses depois. O espaço, importante para natalenses e turistas, ficou interditado para reforma durante sete anos e continua fechado, sem energia elétrica e sistema de gás.

Ao entrar no Mercado, é possível observar apenas dois ou três dos 95 novos boxes abertos – além do investimento parado de tantos outros: ateliês, restaurantes, lojinhas etc. O atual prefeito “entregou” o espaço com pompas e nunca mais pisou lá.

O permissionário Gabriel Bispo, que tem uma barbearia funcionando no local, lamenta a falta de estrutura e o descaso da gestão municipal. “Estou aqui desde maio, na expectativa de que, não só o meu negócio, mas o Mercado possa funcionar de verdade”, disse o empresário.

Gabriel Bispo (Foto: Vlademir Alexandre)
Gabriel Bispo (Foto: Vlademir Alexandre)

De acordo com ele, inicialmente havia um gerador de energia funcionando para que os boxes pudessem exercer suas atividades, mas o aparelho foi desativado sem explicação.

Segundo Gabriel, há uma empresa terceirizada trabalhando no local trocando toda a fiação, que foi instalada de maneira errada. “O que vemos é uma total falta de planejamento e de fiscalização por parte da Prefeitura. É um serviço que não anda e não termina”, reclama o permissionário, que investiu cerca de R$ 30 mil para montar o seu negócio.

Além disso, bares e restaurantes que também investiram bastante dinheiro sequer têm gás à disposição. “Não existe uma previsão da Semsur [Secretaria Municipal de Serviços Urbanos] para resolver isso. Não nos informam data, só enrolam”, denunciou Gabriel, que faz parte de uma comissão de permissionários que dialoga com o órgão. “O prefeito veio aqui inaugurar e fazer festa, mas nunca mais voltou para ver a situação em que estamos”, completou.

Outro permissionário, o sapateiro Lúcio de Oliveira, afirmou que os turistas, curiosos, têm entrado no mercado, mas lamentado o espaço não estar funcionando. “Me sinto decepcionado”, disse o comerciante.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!