Home Notícias Política Justiça Federal condena Micarla de Souza a 16 anos de prisão

Justiça Federal condena Micarla de Souza a 16 anos de prisão

Justiça Federal condena Micarla de Souza a 16 anos de prisão
Foto: Reprodução / Prefeitura do Natal
0

A ex-prefeita de Natal, Micarla de Souza, foi condenada pelo juiz Walter Nunes da Silva Júnior, da 2ª vara Federal do Rio Grande do Norte,  a 16 anos, 6 meses e 10 dias de prisão pelos crimes de desvios de recursos públicos e associação criminosa.

Também foram condenados outros envolvidos no escândalo da Saúde na gestão da ex-prefeita, como o jornalista e ex-marido de Micarla, Miguel Weber; o ex-procurador Alexandre Magno Alves de Souza, o ex-secretário de saúde, Thiago Trindade, e o ex-secretário Antônio Luna. Todos podem recorrer da decisão em liberdade.

A Justiça Federal também condenou Bruno Macedo, Francisco de Assis Rocha Viana e Anna Karina Cavalcante da Silva. Os condenados tiveram o bloqueio de cerca de R$4 milhões, como forma de ressarcimento do erário público. A ex prefeita pode recorrer da sentença em liberdade.

Em junho do ano passado, Micarla de Souza chegou a chorar durante o depoimento da Operação Assepsia, que investigava um esquema de fraudes em licitações e desvio de recursos públicos na gestão da saúde em Natal durante 2012. Pelo menos outros oito réus foram ouvidos pela Justiça Federal.

Condenações

MICARLA ARAÚJO DE SOUZA – 16 (dezesseis) anos, 6 (seis) meses e 10 (dez) dias pelos crimes de desvio de recursos públicos e de associação criminosa, a ser cumprida, inicialmente, no regime fechado;

MIGUEL HENRIQUE OLIVEIRA WEBER – 12 (doze) anos pelos crimes de desvio de recursos públicos e de associação criminosa, a ser cumprida, inicialmente, no regime fechado;

ALEXANDRE MAGNO ALVES DE SOUZA – 10 (dez) anos de reclusão pelo crime de desvio de recursos públicos a ser cumprida, inicialmente, no regime fechado;

THIAGO BARBOSA TRINDADE – 9 (nove) anos e 2 (dois) meses de reclusão pelo crime de desvio de recursos públicos a ser cumprida, inicialmente, no regime fechado;

FRANCISCO ASSIS ROCHA VIANA – 11 (onze) anos e 2 (dois) meses pelos crimes de desvio de recursos públicos e de associação criminosa, a ser cumprida, inicialmente, no regime fechado;

ANTÔNIO CARLOS SOARES LUNA – 11 (onze) anos e 2 (dois) meses pelos crimes de desvio de recursos públicos e de associação criminosa, a ser cumprida, inicialmente, no regime fechado;

BRUNO MACEDO DANTAS – 8 (oito) anos, 7 (sete) meses e 10 (dez) dias de reclusão pelo crime de desvio de recursos públicos a ser cumprida, inicialmente, no regime fechado;

CARLOS FERNANDO PIMENTEL BACELAR VIANA – 8 (oito) anos, 2 (dois) meses e 10 (dez) dias de reclusão pelo crime de desvio de recursos públicos, a ser cumprida, inicialmente, no regime fechado;

ANNA KARINA CAVALCANTE DA SILVA – 8 (oito) anos, 2 (dois) meses e 10 (dez) dias de reclusão pelo crime de desvio de recursos públicos, a ser cumprida, inicialmente, no regime fechado.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!