Justiça dos EUA multa Odebrecht em US$ 2,6 bilhões

(ANSA) – A Justiça dos Estados Unidos impôs nesta segunda-feira (17) uma multa de US$ 2,6 bilhões à empreiteira brasileira Odebrecht por conta de propinas para conseguir contratos públicos na América Latina.

Desse total, US$ 2,39 bilhões serão destinados ao Brasil, US$ 116 milhões, à Suíça, e US$ 93 milhões, aos EUA, já que parte dos recursos clandestinos teria sido movimentada por meio de bancos norte-americanos e do país europeu.

A multa é fruto de um acordo entre a Justiça e a Odebrecht, homologado pelo juiz distrital Raymond Dearie, de Nova York. Em dezembro passado, a empreiteira e sua subsidiária petroquímica Braskem se declararam culpadas das acusações de pagamento de US$ 788 milhões em propinas para obter contratos em 12 países latino-americanos.

Inicialmente, o acordo previa uma multa de US$ 4,5 bilhões, mas a empresa alegou que só poderia pagar US$ 2,6 bilhões, valor que acabou prevalecendo – a Braskem já teve uma sanção fixada em US$ 632 milhões em janeiro deste ano.

Lava Jato

Também nesta segunda-feira, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, determinou a criação de uma “assessoria especializada” para acelerar a tramitação dos processos ligados à Operação Lava Jato na corte.

Esse grupo de juízes auxiliará o ministro relator Edson Fachin nos mais de 100 inquéritos que já foram abertos no STF no âmbito da investigação iniciada em Curitiba.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!