Home Notícias Tecnologia Jovens inventores apresentam soluções de robótica para o cotidiano no Rio Info

Jovens inventores apresentam soluções de robótica para o cotidiano no Rio Info

Jovens inventores apresentam soluções de robótica para o cotidiano no Rio Info
Foto: Divulgação / Rio Info
0

Soluções de robótica capazes de facilitar o dia a dia das pessoas foram apresentadas hoje (15) por jovens inventores no Encontro Nacional de Tecnologia e Negócios – Rio Info, principal evento de tecnologia da informação (TI) e negócios do país, que ocorre na cidade do Rio de Janeiro e se estenderá até o próximo dia 17.

A professora de robótica e mestra em matemática aplicada Cristiane Santos afirma que as soluções desenvolvidas pelos profissionais ou empresas nascentes que trabalham com robótica são disponibilizadas gratuitamente para todos os interessados, entre os quais órgãos públicos, como a Defesa Civil.

Entre as soluções apresentadas, Cristiane destacou a bicicleta eletrônica, “100% nacional”, e a horta automatizada: “O pessoal fica em casa e pelo controle automatizado, pode checar pela internet o estágio em que ela (horta) está, o que está precisando e tomar decisões”.

Foi exibida também a casa inteligente, que tem controle de luzes, ventilação e porta de garagem, além de um sensor que detecta vazamento de gás, uma idéia surgida após a explosão em uma cozinha, em São Conrado, na zona sul da cidade. A intenção é colocar um sensor na cozinha que, em caso de vazamento de gás, dispara um alarme dentro de casa e transmite um aviso pela internet.

Outra solução antecipa alagamentos, ao fazer o monitoramento do nível dos rios, recolhendo informações pela internet sobre condições climáticas e possibilidade de chuva e cruzando os dados com um sensor nos cursos d’água, para saber o nível. Essas informações estão à disposição das prefeituras e órgãos competentes.

Cristiane Santos explica que a disponibilização gratuita das soluções é uma característica dos makers – o movimento maker reflete a cultura DIY, do inglês Do It Yourself, que significa Faça Você Mesmo, porque tudo é feito com base nos conhecimentos que estão disponíveis na rede. “As pessoas pegam, trabalham e disponibilizam de forma gratuita também”, explica Cristiane. E garante que o movimento maker vem ganhando cada vez mais espaço no mundo e também no Brasil. Como a tecnologia está mais acessível hoje em dia e não exige necessidade de conhecimentos mais profundos em eletrônica ou programação, isso amplia a oportunidade de as pessoas terem ideias inovadoras e poderem desenvolvê-las.

As informações são da Agência Brasil

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!