Hollande diz que 50 feridos em Nice correm risco de vida

(ANSA) – O presidente da França, François Hollande, informou nesta sexta-feira (15) que 50 feridos do ataque em Nice estão em condições graves e correm risco de morte. Isso pode elevar nos próximos dias o número de vítimas do ataque, que neste momento é de 84 mortos. Mais de 100 pessoas estão hospitalizadas, sendo que 54 são crianças.

Todas ficaram feridas na Promenade des Anglais, a principal avenida de Nice, quando um caminhão foi lançado contra o público a 80 km/h. O veículo percorreu quase dois quilômetros em zigue-zague e era conduzido pelo francês de origem tunisiana Mohamed Lahouaiej Bouhlel, de 31 anos, que foi abatido pela polícia.

“Há muitos estrangeiros que vieram de todos os continentes, e tantas crianças, que estavam para assistir a queima de fogos de artifício. Foram mortos só para satisfazer a vontade de um indivíduo ou talvez de um grupo”, disse Hollande durante uma coletiva de imprensa. O presidente viajou em caráter de emergência para Nice para acompanhar a situação do que já é o segundo maior ataque no país.

Em 13 de novembro do ano passado, a França foi vítima do maior atentado terrorista de sua história, com 130 mortos, organizado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI, ex-Isis). Nenhum grupo, porém, assumiu autoria da ação em Nice ainda. Mas Hollande já declarou que o ato tem indícios de origem terrorista.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!