Home Notícias Brasil RN Governo pleiteia recursos para enfrentamento à seca no RN

Governo pleiteia recursos para enfrentamento à seca no RN

Governo pleiteia recursos para enfrentamento à seca no RN
Foto: Divulgação
0

Em uma reunião realizada na noite desta terça-feira (13) com representantes do Ministério do Planejamento, o governador Robinson Faria discutiu uma série de pleitos para o enfrentamento à seca na RN. Entre os assuntos da pauta, estavam o direcionamento de mais recursos para a barragem de Oiticica e o remanejamento do aporte financeiro para adaptar as obras previstas no PAC-Seca à nova situação do estado.

“Todos os temas foram bem recebidos. Agora vamos aguardar que o Ministério autorize os remanejamentos tão essenciais para a continuidade do nosso trabalho para amenizar os efeitos da seca em nosso estado ”, destacou Robinson Faria.

Dentro do pedido, foram apresentados dois orçamentos: um de R$ 32 milhões para a construção da adutora Umari-Campo Grande e outro de R$ 1,8 milhão para a automação da adutora do Alto Oeste.

Ainda foi solicitada por Robinson agilidade no processo que está analisando a carta consulta junto à Comissão de Financiamentos Externos (COFIEX) para um novo convênio de empréstimo junto ao Banco Mundial, com o objetivo de dar continuidade ao Programa Semiárido Potiguar – PSP.

Calamidade financeira

Robinson Faria também esteve presente na reunião em que pelo menos 14 estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste ameaçaram decretar situação de calamidade financeira, caso o governo federal não conceda a ajuda de R$ 7 bilhões para repor as perdas com os repasses federais.

De acordo com os governadores, o objetivo é que os 14 estados soltem uma nota conjunta na próxima semana para alertar o governo federal. Caso a ajuda não seja concedida, eles pretendem decretar o estado de calamidade financeira, como o Rio de Janeiro fez em junho. Do Nordeste, apenas Ceará e Maranhão não tomariam a medida.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!