Home Notícias Brasil RN Governador garante que o RN não recuará no combate à criminalidade

Governador garante que o RN não recuará no combate à criminalidade

Publicidade

Governador garante que o RN não recuará no combate à criminalidade
Foto: Divulgação / Sesed
0
Publicidade

O Governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, se reuniu na noite desta sexta-feira (29) com o secretário da Segurança do Estado, Ronaldo Lundgren, e o secretário da Justiça e da Cidadania, Wallber Virgolino, para discutir as ações tomadas pelo Estado após as ocorrências envolvendo transportes coletivos em Natal e Região Metropolitana.

No Gabinete de Gestão Integrada do Estado (GGI), localizado no Centro Administrativo, o Chefe do Executivo afirmou que a reação dos criminosos veio depois que o Governo tomou providências para aumentar o controle sobre os apenados do sistema prisional do Estado. “Bandidos estão reagindo porque o Governo instalou bloqueador de celular em um presídio. Mas não vamos recuar. Já declarei aqui: confio na polícia. A força policial tem toda a liberdade de atuar para garantir a segurança da população”.

A reunião contou ainda com a presença de representantes do Ministério Público, Judiciário, Polícia Federal e de toda a cúpula da segurança do RN.

Ataques a ônibus

Na tarde desta sexta-feira (29) alguns ônibus da capital potiguar sofreram atentados criminosos. Até o momento, quatro veículos – um da linha 22 da empresa Conceição três veículos da empresa Guanabara, foram alvos do ataque.

Por volta das 15h30 no bairro de Bom Pastor, zona Oeste da capital, dois homens em um veículo modelo Siena (cor branca) interceptaram o ônibus da linha 22 e atearam fogo no veículo. A população, que presenciou o atentado, conseguiu apagar o fogo antes que o incêndio tomasse todo o veículo.

Na mesma região, no bairro da Cidade da Esperança, o Corpo de Bombeiros foi acionado para uma outra ocorrência de incêndio, dessa vez com dois ônibus da empresa Guanabara. Não houve feridos nos dois casos.

No bairro das Quintas, um ônibus da linha 61-62 foi parado na avenida Doutor Mário Negócio. Cinco homens armados jogaram uma garrafa com gasolina dentro do veículo e mandaram o motorista e passageiros saírem. Houve um princípio de incêndio, que acabou sendo contido pelos populares que usaram o extintor do ônibus. Parte da cadeira do motorista ficou queimada. Ninguém saiu ferido.

Mais cedo, criminosos ainda não identificados atearam fogo em um micro-ônibus na rotatória entre o viaduto de Parnamirim e a entrada de Macaíba.

Recolhimento dos ônibus

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) emitiu nota oficial informando que os ônibus estão sendo recolhidos para as garagens de suas empresas devido aos ataques constantes que estão ocorrendo nesta tarde na capital potiguar. Até o momento, há o registro oficial de quatro veículos queimados através de ações de bandidos.

A Secretaria informa que os serviços de táxis, veículos de transporte escolar e ônibus de fretamento estão autorizados a realizarem o serviço de locação cobrando o valor da tarifa inteira do transporte público da cidade: R$ 2,90.

Possíveis rebeliões

Na manhã desta sexta-feira (29), foram divulgada nas redes sociais ameaças de presos insatisfeitos com a instalação de bloqueadores de celulares nas unidades prisionais do RN com promessas de retaliação nas ruas da Grande Natal.

Em nota, o Governo do Estado, por meio das secretarias de Justiça e Cidadania (Sejuc) e de Segurança e Defesa Social (Sesed), informou que “mantém plano de contingência, preventivo e repressivo, para evitar que [as retaliações] venham a se concretizar”.

Áudios

Em um dos áudios, um homem que se identifica como “Cabeça do Acre” e saúda à “família do Sindicato do Crime”, afirma que está enviando fotos dos bloqueadores de celular instalados no PEP. O criminoso faz uma ameaça dizendo que qualquer bloqueio resultará em atentados por todo o Estado.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!