Home Notícias Ciência Gosta de café amargo? Você pode ser um psicopata, aponta estudo

Gosta de café amargo? Você pode ser um psicopata, aponta estudo

Publicidade

Gosta de café amargo? Você pode ser um psicopata, aponta estudo
0
Publicidade

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Innsbruck, na Áustria, forneceu “a primeira evidência empírica de que as preferências para o sabor amargo estão relacionados a traços de personalidade maléficos”, relata o Daily Mail. Os resultados do estudo indicam que as pessoas que preferem alimentos e bebidas com sabor amargo, como o café ou água tônica, poderia ter tendências psicopatas.

Os cientistas também dizem que essa preferência pode tornar a pessoa mais propensa a mostrar sinais de maquiavelismo, sadismo e narcisismo. Essas pessoas também tendem a ser hipócrita, sem coração, vão, egoísta e de baixa empatia, de acordo com a publicação.

O estudo, que consistia de duas experiências separadas, contou com a participação de mil pessoas. No primeiro experimento, 500 homens e 500 mulheres, com idade média de 35 anos, foram convidados para avaliar a sua preferência por uma longa lista de produtos doces, salgados, azedos e amargos. Em seguida, os participantes completaram quatro questionários de personalidade. Em seguida, os cientistas realizaram uma experiência semelhante que confirmaram os resultados.

“As preferências gerais para o gosto amargo provou ser fortes indicadores de maquiavelismo, psicopatia, narcisismo e sadismo comum”, escreveram os pesquisadores na revista Appetite. Por sua vez, o fato de ter uma personalidade agradável, amigável e cooperativa, são correspondidos negativamente com as preferências para o gosto amargo.

Embora os investigadores não tenham estudado as razões pelas quais essa correlação é observada, uma possível explicação pode ser o fato de que no mundo selvagem as plantas amargas tendem a indicar que podem ser venenosas, mas para as pessoas com traços sádicos, comer produtos amargos pode “ser comparado a uma montanha-russa, onde as pessoas gostam de coisas que induzem medo”, escreveu a autora do estudo Christina Sagioglou.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!