Home Notícias Saúde Dicas de Saúde Frutas e legumes ajudam a rejuvenescer o sistema imunológico, dizem cientistas 

Frutas e legumes ajudam a rejuvenescer o sistema imunológico, dizem cientistas 

Publicidade

Frutas e legumes ajudam a rejuvenescer o sistema imunológico, dizem cientistas 
Foto: Jaelson Lucas/SMCS
0
Publicidade

Cientistas americanos descobriram que comer frutas e legumes tem um papel vital em manter uma parte fundamental do sistema imunológico jovem. O timo situa-se em frente ao coração e cria as células T que ajudam a combater infecções. É muito grande em crianças e adolescentes, mas à medida que envelhecemos encolhe mais rápido do que qualquer outro tecido do corpo.

Sua decadência coloca as pessoas mais velhas em risco muito maior de infecção. Agora a pesquisa constatou que os antioxidantes, tais como a vitamina C, podem manter este órgão vital saudável, retardando o dano em suas faixas.

Experimentos mostraram que os antioxidantes – encontrados em frutas e legumes – pararam a dessecação do timo. Em estudos com ratos, os animais que receberam vitamina C e um outro antioxidante utilizado em medicina humana tiveram significativamente menos deterioração do timo relacionada com a idade.

O principal cientista deste estudo, Dr. Howard Petrie, do Instituto de Pesquisa Scripps, em San Diego, Califórnia, disse: “O timo envelhece mais rapidamente do que qualquer outro tecido do corpo. Ele diminui a capacidade dos indivíduos mais velhos de responder aos novos desafios imunológicos, incluindo a evolução de patógenos e as vacinas que podem de outra maneira oferecer proteção contra eles.”

“Nós fornecemos, pela primeira vez, uma ligação entre antioxidantes e função imunológica normal, abrindo novos caminhos para estratégias de tratamento potenciais que poderiam melhorar as defesas imunológicas no envelhecimento da população.”, continuou o Dr. Howard.

As células T são continuamente perdidas e substituídas por toda a vida. Mas por volta do tempo da puberdade em diante, o timo rapidamente diminui a sua capacidade de geração de células T. A causa disto ainda não é muito clara. A principal teoria é que os hormônios sexuais, como a testosterona, desempenham um papel, mas isso não explica por que o timo parece envelhecer muito mais rápido do que outros órgãos e tecidos.

As células T são continuamente perdidas e substituídas por toda a vida (Foto: Reprodução)
As células T são continuamente perdidas e substituídas por toda a vida (Foto: Reprodução)

A nova pesquisa destaca o peróxido de hidrogênio – mais conhecido como agente de branqueamento, mas também um subproduto natural do metabolismo – como o único efeito prejudicial no timo. O peróxido de hidrogênio pode ser comparado com resíduos perigosos de um reator nuclear. É produzido por todas as células, como resultado do processo que converte alimentos em energia utilizando oxigênio, mas é altamente destrutivo.

O dano oxidativo causado por peróxido de hidrogênio e outras “espécies reativas de oxigênio” (ROS) pode separar as membranas celulares e o DNA. Antioxidantes, alguns dos quais são produzidos naturalmente no corpo, ajudam a bloquear os efeitos devastadores de produtos químicos, tais como peróxido de hidrogênio.

Os cientistas da Scripps descobriram que um antioxidante natural, uma enzima chamada catalase, é especialmente importante no timo. Com o órgão envelhecido, tornou-se deficiente em catalase, permite-se que os danos causados ​​pelo peróxido de hidrogênio não tenham controle.

O Experimento

Em ratos geneticamente modificados com os níveis elevados da enzima, o timo foi preservado quando envelheceram. E a adição de dois outros antioxidantes – vitamina C e a Acetilcisteína – na água de consumo dos ratos normais também protegeu o timo. A Acetilcisteína é usada em medicina para tratar os efeitos de overdose de paracetamol e certas doenças pulmonares.

Após 10 semanas, os timos de ratos que receberam os suplementos antioxidantes foram “significativamente maiores” do que os dos animais não tratados, mostrou a pesquisa publicada na revista Cell Reports.

Os cientistas concluíram: “Propomos que a atrofia do timo irreversível representa um processo de envelhecimento convencional, que é acelerada pela deficiência de catalase.”

Os resultados sugerem que a oxidação, em vez de hormônios, é a principal culpa pelos danos ao timo relacionados com a idade. Dr. Petrie disse: “O nosso estudo mostra que o mecanismo fundamental de envelhecimento no timo é o mesmo que em outros tecidos do corpo. No entanto, o processo é acelerado no timo por uma deficiência nos efeitos protetores essenciais da catalase, que é encontrado em níveis mais elevados em quase todos os outros tecidos do corpo.”

Com informações do Daily Mail

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!