Home Agenda Cultural Franklin Capistrano lança seu quarto livro de poemas

Franklin Capistrano lança seu quarto livro de poemas

Franklin Capistrano lança seu quarto livro de poemas
Divulgação
0

O médico Franklin Capistrano lança nesta quinta-feira, 07, pela editora Jovens Escribas, o livro de poemas “Palavremas”. O lançamento acontece a partir das 19h, no Solar Bela Vista. Além do novo livro, quarto lançado neste gênero, acontece também durando o evento, o relançamento do volume de contos “Os corvos chegaram para jantar”, de autoria do filho de Franklin, Pablo Capistrano.

Para completar, a noite marcará o início de uma parceria entre a Jovens Escribas e a editora de quadrinhos Mino, que trará a Natal, três de suas maiores estrelas para lançarem seus mais recentes trabalhos diante dos leitores locais de quadrinhos: Pedro Cobiaco, Diego Sanchez e Shiko.

PALAVREMAS

Um livro para marcar a história da literatura do RN. Um dos ícones do movimento que ficou nacionalmente conhecido como “Poema Processo”, o escritor Franklin Capistrano volta a publicar 22 anos após lançar seu último trabalho de poesias (POEMAGENS, 1994).

Sobre o livro, o organizador da obra, Pablo Capistrano escreveu:

“Para quem imaginava que o trabalho poético de Capistrano havia sido interrompido nessas mais de duas décadas, esse livro deve trazer ao menos duas boas surpresas. A primeira é a de que o poeta, que iniciou sua carreira literária participando nos anos 60 do Salão dos Novíssimos, e que nos anos 80 militou nas vanguardas formalistas e concretistas, junto à Falves Silva, Anchieta Fernandes, Bianor Paulino e Moacyr Cirne; não deixou de produzir poemas, mesmo quando a atividade política de vereador afastou-o da militância cultural mais engajada. Os poemas que se apresentam neste livro foram escritos nos últimos 22 anos, registrados em arquivos soltos do Microsoft Word, rabiscados em papéis de receituário médico, espalhados pelas redes sociais e transmitidos via WhatsApp.

A segunda surpresa é a constatação de uma mudança na abordagem dos poemas, que transitaram de suas experimentações mais cerebrais e semiológicas presentes nos primeiros livros (Catagramas, 1985 e Poemas de Flor da Pele, 1988) para tonalidades mais líricas e subjetivas.

Os poemas desse livro, divididos em três blocos, brotam marcados pela forte influência da imagem, da fotografia e do cinema na obra de Capistrano, um dos pioneiros do Cine Clube Tirol. Transitam pela preocupação com a construção do oficio do poeta e com a arte da palavra e desaguam em temas marcados pela fé e pela espiritualidade A consciência da passagem do tempo e da influência da travessia dos anos sobre a vida, reconectam a poesia de Capistrano com as leituras existencialistas e camuseanas de sua juventude, mostrando uma busca pela origem do deslumbramento poético, que nos assalta quando somos jovens e caminhamos desatentos pelo mundo. A ousadia da criação de Franklin Capistrano ainda pulsa nesses versos, para nos inquietar e nos assombrar, mostrando que o vigor da palavra segue o caminho do vinho: melhora com os anos.”

O próprio autor ficou muito feliz com o resultado da publicação. “O trabalho que o diretor de arte (Danilo Medeiros) realizou foi quase uma recriação poética. O resultado, especialmente no capítulo central, vai chamar muito a atenção da comunidade poética e literária da cidade.”, disse o médico, político e escritor.

Sobre o autor – Franklin Capistrano nasceu em 1943, no sertão da Paraíba. Reside em Natal desde 1953 onde atua como médico psiquiatra, vereador no seu sexto mandado e militante católico. Nos anos 60 participou do Salão de Poesia dos Novíssimos e do Cine Clube Tirol. Atuou como ator no grupo de teatro TONUS (nos anos 70) e entre 1985 e 1995 publicou o jornal de poesia de vanguarda À Margem. Este é o seu quarto livro de poemas.

Hiago Luis Estudante de jornalismo e concluindo a graduação. Natalense de nascença e coração. Experiência em assessoria de comunicação, jornalismo online e impresso, rádio jornalismo, produção e reportagem em TV. Palmeirense, canceriano e fã de tudo que envolve HQ,s. Mas que tudo, viciado em trabalho. Amo o que faço. Prefiro o PES, ao Fifa! Prazer, Hiago Luis!
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!