Home Notícias Esporte Fifa suspende Blatter e Valcke por 90 dias

Fifa suspende Blatter e Valcke por 90 dias

Publicidade

Fifa suspende Blatter e Valcke por 90 dias
Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil
0
Publicidade

(ANSA) – O Comitê de Ética da Fifa suspendeu provisoriamente por 90 dias o atual presidente, Joseph Blatter, pelo escândalo de corrupção na entidade. Jérôme Valcke, que já estava afastado do cargo de secretário-geral, também foi suspenso nesta quinta-feira (08).

Além dos atuais cartolas, o presidente da Uefa e candidato à presidência do órgão, Michel Platini, também recebeu a mesma punição. Já outro candidato ao posto, o sul-coreano Chung Mong-joon, foi banido do esporte por seis anos e foi multado em 100 mil francos suíços (quase R$ 400 mil).

Segundo nota no site da Fifa, os afastamentos foram realizados com “base nas investigações que estão sendo feitas pela Câmara de Investigação do Comitê de Ética”. Já no caso do cartola sul-coreano, o banimento foi provocado com base em um relatório sobre o processo de escolha as sedes das Copas do Mundo da Rússia (2018) e do Catar (2022). O relatório final apontou que Mong-joon cometeu infrações em cinco pontos do Código de Ética.

Os afastamentos dos dirigentes podem ser prorrogados por mais 45 dias e eles não poderão participar de nenhum evento relacionado ao esporte durante esse período. Com a suspensão de Blatter, quem assume a presidência da Fifa é o camaronês Issa Hayatou – que atualmente é o presidente da Confederação Africana de Futebol. Para o lugar de Valcke, fica mantido o alemão Markus Kattner, que já atua no cargo desde 18 de setembro.

O escândalo de corrupção estourou em maio desde ano quando, no dia 27, sete cartolas foram presos em uma ação conjunta da polícia da Suíça e dos Estados Unidos, sendo que entre os detidos estava o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol José Maria Marín. Outros sete cartolas também foram presos posteriormente pelo mesmo problema. No dia 25 de setembro, o procurador-geral da Suíça, Michael Lauber, um procedimento penal contra o presidente da entidade por gestão fraudulenta e apropriação indébita. Com a ação, o Comitê de Ética abriu uma investigação interna contra seu próprio líder. Já Valcke responde a um processo por ser o suposto líder de um esquema corrupto para a venda de ingressos da Copa do Mundo de 2014.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!