Fátima Bezerra ataca medidas anunciadas pelo governo Temer

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) criticou duramente, nesta segunda-feira (17), o governo interino de Michel Temer, a quem chamou de “conspirador, traidor e golpista”. A parlamentar também considerou “um retrocesso” as medidas já adotadas por ele, que seriam contrárias aos avanços implantados nos governos do PT.

Fátima Bezerra fez diversas críticas ao programa do PMDB que, segundo ela, “coloca na contramão” as conquistas sociais e trabalhistas. A senadora atacou a agenda conservadora do governo provisório, a seu ver demonstrada pela escolha dos ministros, pela extinção de ministérios importantes e pela fusão da pasta da Cultura com a da Educação.

Ela voltou a defender a honestidade da presidente afastada, Dilma Rousseff. Para Fátima, o pedido de impeachment da presidente foi feito sem embasamento legal, numa “violação à Constituição, de um consórcio golpista, derrotado quatro vezes nas urnas”. Ela ainda sublinhou que vários setores da sociedade estão inconformados e continuam a protestar nas ruas.

“Estamos nós, enquanto Partido dos Trabalhadores, conscientes do papel que nós temos a desempenhar neste momento: oposição, sem um dia de trégua, firme, consistente. Nós vamos continuar unidos, mobilizados e lutando para que a presidente Dilma, nesse prazo de 180 dias, volte a ocupar a cadeira que lhe é de direito”, concluiu.

Com informações da Agência Senado

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!