Home Notícias Saúde Excesso de “selfies” pode estar ligado à baixa autoestima, diz estudo

Excesso de “selfies” pode estar ligado à baixa autoestima, diz estudo

Excesso de “selfies” pode estar ligado à baixa autoestima, diz estudo
Foto: Reprodução/Google Imagem
0

A nova geração conhece bem o significado da palavra “selfie”, de origem inglesa, que não tem tradução exata, mas quer dizer tirar um autorretrato. E, hoje, ela está diretamente relacionada a fotografias que são postadas nas redes sociais. Pensando nisso, as “selfies” foram alvo de uma pesquisa americana que apurou que quem se fotografa muitas vezes ao dia, e posta nas redes sociais com frequência, está pré disposto a ter um distúrbio por um desejo permanente de se fotografar e a compensar a falta de auto estima por meio das postagem na internet.

Na rede social dos famosos, a selfie virou mania. Mas segundo especialistas o excesso pode denotar um transtorno de comportamento da pessoa. A pesquisa feita pela American Psychiatric Association mostra que a pessoa que fotografa a si mesma pelo menos três vezes por dia, mas sem colocar as fotos nas redes sociais está no primeiro nível considerado episódico. Já aquela que fotografa três vezes por dia e posta as selfies está em um nível agudo da doença. E aquelas que sentem um desejo incontrolável de se fotografar ao longo do dia e colocar as fotos pelo menos seis vezes ao dia estão em um estágio crônico da doença.

É muito provável que você já tenha passado por isso: achar inúmeros defeitos em si mesmo em uma foto, seja o nariz, olhos, cabelo, mesmo quando outra pessoa afirma não haver nada de errado. E é muito provável também que saiba de onde vem essa preocupação, uma selfie com poucos likes é uma tragédia pessoal quando não estamos tão confiantes assim…

Para a Dra. Pamela Rutledge, diretora de do Centro de Pesquisa de Psicologia em Boston, o excesso de selfies pode ser também um sinal de autoestima muito baixa.

“Selfies frequentes podem desencadear uma percepção de autoindulgência ou uma dependência social de quem é narcisista ou tem autoestima muito baixa”, explicou ela ao Daily Mail. “Preocupação com Selfies pode ser uma indicador visível de uma pessoa jovem sem confiança ou senso de si mesmo, o que pode torna-la vítima de outros problemas”.

De acordo com o psiquiatra Dr. David Veal, especialista em transtorno obsessivo compulsivo e transtorno dismórfico corporal, do Priory Hospital, em Londres, tirar e postar muita selfie nas redes sociais tem a ver com condições mentais relacionadas ao narcisismo.

O médico contou ao jornal Sunday Mirror que é preciso tratar os pacientes que sofrem desse mal com terapia comportamental cognitiva, para que eles comecem a reconhecer o motivo da compulsão por selfies.

A síndrome das selfies

Estudo realizado pela Best Computer Science Schools demonstra como o uso das redes sociais tem tornado as pessoas mais narcisistas e expõe algumas consequências preocupantes, como:

– considerar irrelevantes as opiniões alheias;

– agir de forma egoísta;

– sentir que as regras não se aplicam a você;

– maior vulnerabilidade a críticas;

– culpar outros por coisas que deram errado;

– tornar-se facilmente irritável.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!