Home Notícias Mundo EUA criticam Putin por receber Assad ‘com tapete vermelho’

EUA criticam Putin por receber Assad ‘com tapete vermelho’

EUA criticam Putin por receber Assad ‘com tapete vermelho’
Foto: Divulgação / Russia Insider
0

(ANSA) – Washington criticou o governo de Moscou por ter recebido o presidente sírio Bashar al-Assad com “tapete vermelho”, apesar de ele ser acusado de ter “usado armas químicas contra seu próprio povo”. “Essa é uma acolhida que contrasta com os objetivos declarados pela Rússia para uma transição política na Síria”, disse o porta-voz da Casa Branca, Eric Schultz, comentando a visita ao Kremlin.

O presidente sírio fez uma visita surpresa a Moscou no último dia 20 para se reunir com o líder russo, Vladimir Putin, um de seus aliados políticos, que conduz atualmente uma operação militar contra extremistas do grupo Estado Islâmico (EI, ex-Isis) na Síria. Esta foi a primeira viagem internacional de Assad desde 2011, quando eclodiu a guerra civil na Síria, impulsionada pela Primavera Árabe.

O tema central do encontro em Moscou foi a operação militar russa no território sírio, iniciada em setembro sob o argumento de que o EI deveria ser combatido, apesar da comunidade internacional e de países como os Estados Unidos acusarem Putin de usar os extremistas como pretexto para, na verdade, atacar opositores do regime de Assad. No dia 1 de outubro, após apelos de Putin para uma intervenção na Síria, o Parlamento de Moscou aprovou o envio de tropas ao país. O presidente argumentou que a decisão foi tomada devido a um pedido explícito de ajuda de Assad.

O gesto, no entanto, foi mal-recebido pela comunidade internacional, que bombardeia alvos do EI desde o ano passado, sob liderança dos Estados Unidos. Os países acusam Moscou de ter como estratégia o enfraquecimento de opositores ao regime de Assad e não o combate ao terrorismo. Putin, por sua vez, alega que sua meta é erradicar o Estado Islâmico, pois, segundo ele, cerca de quatro mil cidadãos russos ou de ex-países da União Soviética já viajaram à Síria para lutar ao lado do grupo, representando uma ameaça.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!