Home Notícias Cidadania “Eu Faço Cultura” leva pessoas de baixa renda para assistir filmes no Cinemark

“Eu Faço Cultura” leva pessoas de baixa renda para assistir filmes no Cinemark

“Eu Faço Cultura” leva pessoas de baixa renda para assistir filmes no Cinemark
Reprodução
0

Além de oferecer ingressos para mais de 60 atrações culturais como espetáculos teatrais e shows, o Eu Faço Cultura também traz cinema gratuito para pessoas de baixa renda na rede Cinemark. A partir de agora, os beneficiários do projeto podem assistir aos mais recentes lançamentos das telonas em todas as regiões do Brasil: Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

A iniciativa é uma plataforma digital que disponibiliza produtos culturais para populações de baixa renda cadastradas no site. Os perfis que podem efetuar os resgates são beneficiários de programas sociais do governo, alunos de escolas públicas, ONGs e microempreendedores individuais (MEI).

Em pouco mais de cinco meses de funcionamento, o projeto já tem cadastrados mais de 200 mil pessoas que já podem usufruir dos benefícios culturais da plataforma. A proposta é distribuir produtos culturais gratuitamente para uma população que normalmente não tem acesso. O objetivo é democratizar, formar plateias e amparar o pequeno e médio produtor cultural.

O projeto compra ingressos/produtos do produtor cultural ou fornecedores de cultura como as redes de cinema e distribui aos beneficiários finais com subsídio total do Governo Federal pela Lei Rouanet. O Eu Faço Cultura é uma iniciativa da FENAE que conta com o patrocínio da CAIXA Seguradora, da PAR Corretora e de milhares de empregados e aposentados CAIXA.

Para conferir a vitrine com todos as atrações culturais, acesse o site www.eufacocultura.com.br. No Rio Grande do Norte, a cidade contemplada pelo projeto é Natal e o filme disponível [no momento] para resgate do ingresso gratuito é “Uma Loucura de Mulher” – que você pode solicitar AQUI.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!