Home Notícias Saúde Estudo revela que a falta de luz do sol aumenta o risco de diabetes mais do que ser obeso

Estudo revela que a falta de luz do sol aumenta o risco de diabetes mais do que ser obeso

Publicidade

Estudo revela que a falta de luz do sol aumenta o risco de diabetes mais do que ser obeso
0
Publicidade

Temos sido informados de que o principal fator de risco para o diabetes tipo 2 é a obesidade. Agora, no entanto, os cientistas descobriram que a falta de sol aumenta o risco de diabetes mais do que o peso. Um novo estudo, alertou que as pessoas que têm baixos níveis de vitamina D são mais propensas a ser obesas e mais propensas a ter diabetes tipo 2.

Elas também são mais propensas do que as pessoas com níveis normais de vitamina D para ter pré-diabetes – uma condição que significa que o açúcar no sangue de uma pessoa é elevada. Se não tratada, elas são propensas a desenvolver diabetes tipo 2 dentro de uma década. O risco de síndrome metabólica – um termo médico para uma combinação de diabetes, tensão arterial elevada e obesidade – também é aumentada.

A síndrome metabólica coloca uma pessoa em maior risco de doença cardíaca, derrame e outras doenças que afetam os vasos sanguíneos. O novo estudo espanhol descobriu que era uma deficiência em vitamina D – apelidados de “vitamina do sol” – ao invés do peso de uma pessoa que aumenta o risco de diabetes.

Isso ocorre porque há uma relação direta entre os níveis baixos de vitamina D e de como a glucose do corpo é metabolizada. As pessoas obesas que não tinham diabetes ou outro transtorno de açúcar no sangue tinham níveis mais altos de vitamina D do que os participantes com diabetes. Da mesma forma, os participantes magros com diabetes ou outro transtorno de pré-diabetes eram mais propensos a ter baixos níveis do nutriente. A vitamina D ajuda a controlar o cálcio que mantém os ossos e músculos saudável e regula o sistema imunitário, o que pode ajudar a prevenir doenças, tais como eczema e asma.

A maior parte do nutriente é formado sob a pele em uma reação à luz solar, mas pequenas quantidades também são encontradas em alimentos como leite-enriquecidos com vitamina D, peixes gordos e ovos. No entanto, um bilhão de pessoas em todo o mundo estão estimadas em níveis insuficientes de vitamina D devido à falta de exposição ao sol. Dr Manuel Macías-González, da Universidade de Málaga, Espanha, disse: “Nossos resultados indicam que a vitamina D está associada de forma mais estreita com o metabolismo da glicose do que a obesidade”.

As informações são do Daily Mail.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!