Home Notícias Ciência Espécie humana desconhecida teria habitado na China, revela estudo

Espécie humana desconhecida teria habitado na China, revela estudo

Publicidade

Espécie humana desconhecida teria habitado na China, revela estudo
0
Publicidade

Uma pesquisa publicada na revista Journal of Physical Anthopology, comandada pelo Grupo de Antropologia Dental do Centro Nacional de Pesquisa Sobre a Evolução Humana (CENIEH), em colaboração com cientistas do Institute of Vertebrate Paleonlotogy and Palaeoanthropology de Pequim (IVVP), revela a existência de uma nova espécie de humanos não catalogada. A pesquisa foi conduzida por José Maria Bermúdez de Castro e a pesquisadora Maria Matinón-Torres.

O estudo foi baseado na mandíbula infantil e vários dentes isolados encontrados em Xujiayao
O estudo foi baseado na mandíbula infantil e vários dentes isolados encontrados em Xujiayao. Foto: CENIEH

O estudo foi baseado na mandíbula infantil e vários dentes isolados encontrados em Xujiayao, localizada no norte da China, que foram datadas entre 60.000 e 120.000 anos atrás. Dessa forma, foi possível saber que a população local compartilha traços genéticos com Neandertais e com uma espécie humana anterior ao homo erectus asiático e, portanto, fora da variabilidade de nossa espécie.

Estudos recentes revelaram a existência de uma população da Sibéria chamada ‘denisovanos’, com dados morfológicos ainda pouco conhecidos. Os denisovanos também habitavam a Ásia no final do Pleistoceno. Os investigadores não descartam a opção de que Xujiayao representa a persistência de uma população antiga da China, talvez um descendente do Homo erectus clássico. “Nosso trabalho destaca a grande variabilidade das populações humanas na Ásia durante o Pleistoceno e alerta para a necessidade de repensar a taxonomia de muitos dos fósseis encontrados neste continente”, diz Maria Martinon-Torres.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!