Home Notícias Economia Economize: 12 coisas com as quais você deve parar de gastar dinheiro

Economize: 12 coisas com as quais você deve parar de gastar dinheiro

Economize: 12 coisas com as quais você deve parar de gastar dinheiro
Foto: Reprodução / Internet
0

Esse artigo não se trata apenas de dicas para você economizar em época de crise, mas sim para ajudá-lo também em períodos de bonança. Afinal, o “gastar” com algo que não se precisa é da natureza humana.

Estamos tão acostumados a gastar dinheiro com certas coisas que nem nos damos conta do quanto podemos economizar sem elas.

O site Inc. listou 12 com as quais as pessoas deveriam deixar de gastar dinheiro. Confira:

TV a cabo

Cada vez mais o Netflix e outros programas de streaming têm roubado o lugar das empresas de TV a cabo. Existe mais variedade de programas e filmes e é possível assistir no momento em que quiser.

Garantias estendidas

Vendedores estão sempre pressionando para que o cliente leve, junto com o produto, a garantia estendida – que vale além da garantia convencional para casos de quebra, roubo etc… Pode ser útil em casos de eletrônicos muito caros, mas normalmente elas acabam custando o preço do aparelho.

Pacote de celular desnecessário

Poucas pessoas escolhem um plano de celular que realmente se encaixe em seu uso, já que preferem sempre comprar um que ofereça mais coisas. Procure pagar, a princípio, o uso de internet e mensagens ilimitadas. Após alguns meses, faça uma análise de quanto você utiliza e reduza seu plano.

Arte barata

É o clássico das viagens: elas são vendidas normalmente em resorts, hotéis, cruzeiros… e não são baratas. Fazendo uma pesquisa, você consegue encontrar peças mais bonitas por um preço menor.

Fast food

Os preços das redes de fast food têm crescido cada vez mais – e não é algo que faça bem a longo prazo. Preparando sua comida, você economiza dinheiro e tem uma dieta mais saudável. Mas isso não quer dizer que você deixe de lado aquele apetitoso lanche. Sair uma vez ou outra por mês, aproveitando aquelas ofertas, não mata. Afinal, ninguém é de ferro!!

Seguro fragmentado

Comprar seguros acima do preço para coisas como morte acidental e doenças é uma maneira de aumentar suas despesas. Em vez de comprar vários seguros para várias coisas, procure comprar um único, talvez um pouco mais caro, mas que tenha uma cobertura melhor.

Presentes ruins

Se você é uma pessoa que sempre deixa para comprar presentes em cima da hora, sabe como é difícil encontrar algo que agrade a você ou ao presenteado. Por isso, você pode acabar pagando caro por um presente nem tão bom assim. Faça uma pesquisa antes de comprar, veja os melhores preços e evite gastar dinheiro onde você poderia economizar.

Métodos para perda de peso

Pílulas e remédios para emagrecimento são lançadas diariamente e podem ter um efeito negativo em sua saúde. Elas não são baratas e dificilmente cumprem o que prometem. Se você quer emagrecer, procure um médico e evite gastar dinheiro com “remédios milagrosos”.

Bilhetes de loteria

Comprar bilhetes de loteria de vez em quando, por diversão ou pra fazer aquele fezinha, não é problema. O que você não deve fazer é jogar frequentemente e acreditar que realmente vai ganhar o prêmio.

Pode ser algo barato e insignificante a princípio, mas somando todos os gastos relacionados a isso você verá que poderia ter gastado em coisas melhores.

Carros novos

Trocar de carro frequentemente já virou um costume – seja por ter enjoado do que possui, por problemas de mecânica ou de custos. O brasileiro costuma trocar de carro de dois em dois anos. Se esse é o seu caso, dê preferência a carros usados para economizar um pouco.

Assinaturas

As assinaturas podem acabar se somando – a princípio, era só para as revistas, e agora também existe um jornal e o plano de academia, por exemplo. Algumas delas podem não ser tão úteis assim. Faça uma análise das opções que você possui e cancele o que não é realmente necessário.

Café da manhã fora de casa

Algumas pessoas preferem tomar o café da manhã a caminho do trabalho em vez de tomar antes de sair de casa. A segunda opção pode parecer complicada, pois seria necessário preparar tudo. Porém, a economia pode ultrapassar os R$ 120 mensais.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!