Home Notícias Economia Dicas Economista diz quais os melhores investimentos após as mudanças no governo

Economista diz quais os melhores investimentos após as mudanças no governo

Economista diz quais os melhores investimentos após as mudanças no governo
Foto: Pixabay
0

Com o início do governo provisório de Michel Temer, economistas fazem projeções sobre quais os melhores investimentos para o período, muitas vezes, com posicionamentos destoantes. Para o educador financeiro e presidente da Abefin, Reinaldo Domingos, a hora é de cautela, portanto, deve-se, mais do que nunca, pulverizar investimentos.

“Lógico que, quando afirmo isso, não estou me referindo aos grandes investidores que possuem fluxo de caixa para arriscar em um jogo de altos e baixos do mercado financeiro. Estou tratando com o investidor comum, ou pequeno investidor, cujo o dinheiro que possui para esse fim faz grande diferença no seu cotidiano”, diz Domingos.

Esse tipo não pode arriscar e, como vivemos em um momento de incertezas, é preciso cuidado. O economista recomenda a utilização da regra dos 20% para quem possui uma boa quantidade para aplicação (acima de R$1.000,00), isto é, dividir o dinheiro em cinco, distribuindo esses valores em linhas como poupança, tesouro direto, previdência privada, ações, CDB, dentre outros que possa achar interessante.

Muitos desses investimentos não necessitam nem mesmo de um especialista para auxiliar, mas, para outros, é importante. Essa pulverização não fará com que perca investimento, pois cada linha possui caraterísticas distintas (rentabilidade, tempo, tributação e risco). Quando aplicamos em uma única linha, caso tenhamos um problema nessa linha, perderemos grandes quantidades do investido.

Contudo, com a pulverização, minimizamos riscos e mantemos uma boa rentabilidade. Pode pensar que esse é um pensamento conservador, e realmente é, contudo, é condizente com o período de incertezas, no qual nem mesmo os mais conceituados economistas estão se arriscando a projeções precisas.

Para quem possui valores menores para investimentos (cerca de R$500,00), o educador financeiro recomenda que a pulverização seja em menores linhas, assim, pode direcionar 50% para a poupança e outros 50% para previdência privada ou tesouro direto, por exemplo.

“Alerto ainda para que o direcionamento desses valores se faça de acordo com os sonhos e objetivos que a pessoa tem para curto (até um ano), médio (de um a dez anos) e longo prazo (acima de dez anos). Para os de até um ano, é interessante aplicar em caderneta de poupança, pois, quando necessitar, terá a disponibilidade de retirar sem pagar taxas, imposto de renda ou perder rendimentos. Outra boa opção é o Tesouro Direto”, destaca Domingos.

Já o investimento para médio prazo são aqueles que não precisamos imediatamente, mas conseguimos visualizar a utilização em um período não tão longo. São interessantes linhas que tenham prazos pré-estabelecidos no período do objetivo, dentre as opções recomendo Tesouro Direto, CDB, Fundo de Investimentos e ouro. Neste caso, o melhor é pesquisar em pelo menos três instituições financeiras de grande porte.

O de longo prazo faz com que muitos desanimem antes mesmo de começar. Mas ressalto que, seja qual for o seu objetivo, ele é factível de ser realizado; é preciso perseverança, disciplina e começar imediatamente. Para este investimento, aconselho Tesouro Direto, previdência privada, e ações. No caso desta última, o melhor é buscar auxílio de especialistas e investir no máximo 20% do dinheiro total com essa finalidade, porque o risco é grande, uma vez que depende do desempenho da empresa na qual se está investindo.

Reinaldo Domingos é mestre em Educação Financeira e terapeuta financeiro, residente da DSOP Educação Financeira, Abefin e Editora DSOP, autor do best-seller Terapia Financeira, dos lançamentos Papo Empreendedor e Sabedoria Financeira, entre outras obras.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!