Home Notícias Política “É preciso cortar despesas antes de aumentar impostos”, diz Renan Calheiros

“É preciso cortar despesas antes de aumentar impostos”, diz Renan Calheiros

Publicidade

“É preciso cortar despesas antes de aumentar impostos”, diz Renan Calheiros
Waldemir Barreto/Agência Senado
0
Publicidade

(Agência Senado) – O presidente do Senado, Renan Calheiros, se reuniu nesta quinta-feira (27) com os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e de Minas e Energia, Eduardo Braga, e com o líder do PMDB, senador Eunício Oliveira (CE), para definir o calendário de votação das propostas da Agenda Brasil, documento proposto por Renan com medidas para alavancar o crescimento econômico e aumentar a segurança jurídica do país.

As sugestões estão divididas em três eixos: melhoria do ambiente de negócios e infraestrutura; equilíbrio fiscal; e proteção social.

— Conversamos sobre tirar a Agenda Brasil do papel. O ministro [Levy] falou sobre andamento do ajuste, defendeu a Agenda Brasil e a necessidade de definirmos os pontos prioritários. Ele elogiou a Agenda Brasil e disse que vai somar esforços e apreciar um a um os pontos da proposta — disse Renan na chegada ao Senado.

Questionado sobre a possível volta da Contribuição Permanente Sobre Movimentação Financeira (CPMF), o presidente negou que Joaquim Levy tenha falado sobre a criação do imposto no encontro.

— Eu disse para ele mais uma vez que tenho preocupação com a elevação da carga tributária. Porque eu entendo que, quando o imposto é grande demais, ele mata o próprio imposto. A Agenda Brasil tem premissas, que são a simplificação dos impostos, a facilitação, o aumento da base de contribuição e o corte de despesas. É preciso cortar despesas e fazer a reforma do Estado para só, a partir daí, se pensar em aumento de imposto — afirmou Renan Calheiros.

O presidente do Senado defendeu a reforma do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS) e do PIS/Cofins, sem que haja elevação de tributos.

— Eu prefiro raciocinar pelo corte de despesas, pela simplificação, pelo aumento da base. Eu acho que dessa forma o Brasil caminhará melhor — defendeu.

Na próxima semana, de acordo com Renan, duas comissões com vistas a estudar propostas para sanar a crise vão ser instaladas. Na terça-feira (1º de setembro) será a Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional. Na quarta-feira, a Comissão de Juristas que vai propor medidas para desburocratizar a Administração Pública.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!