Home Notícias Variedades Curiosidades Dólar Comercial, Turismo e Paralelo: Quais as diferenças?

Dólar Comercial, Turismo e Paralelo: Quais as diferenças?

Publicidade

Dólar Comercial, Turismo e Paralelo: Quais as diferenças?
Foto: Reprodução
0
Publicidade

Em períodos de Dólar operando em alta e batendo recorde atrás de recorde, nada melhor do que tentar entender porque os dados financeiros apresentam cotações diferentes para a moeda americana.

Quem não acompanha com tanta frequência a variação cambial acaba se confundindo, pois sites, jornais e revistas sempre apresentação a cotação do dia para o Dólar Comercial, Dólar Turismo e (alguns) Dólar Paralelo.

Cada um tem sua função no mercado e grande importância para o Sistema Financeiro e apesar de existir um único Mercado de Câmbio no país, as terminologias “comercial”, “turismo” e “paralelo” indicam as diferentes taxas praticadas de acordo com a natureza da operação.

Quais as diferenças entre as cotações da moeda?

dolar_ext90
Foto: Carlos Severo

DÓLAR COMERCIAL

O DÓLAR COMERCIAL é o valor que o mercado estabelece para as transações de comércio exterior e para as movimentações financeiras, ela é definida pela ‘lei de oferta e procura’ e sofre intervenção do Banco Central para se manter com certa estabilidade.

A cotação comercial é utilizada pelas grandes empresas para a realização de importações e exportações de mercadorias. Ela varia durante todo, sendo que no fechamento do mercado de cambio o Bacen estabelece o Ptax (Cotação Oficial), tomando como média taxas informadas pelos delaers de dólar durante quatro janelas do dia.

DÓLAR TURISMO

O DÓLAR TURISMO é a cotação da moeda utilizada para a emissão de passagens e demais transações de turismos no exterior.

O dólar turismo é aquele que compramos quando vamos efetuar alguma viagem para fora do país. Esta é cotação utilizada pelas casas de câmbio, além de ser o valor utilizado para a conversão de débitos efetuados em moeda estrangeira no cartão de crédito.

DÓLAR PARALELO

O DÓLAR PARALELO é uma cotação da moeda fora dos meios oficias, através dos chamados Doleiros e nas casas de câmbios não legalizadas, frequentemente é usado no processo de lavagem de dinheiro, sonegação e tráfico.

É importante destacar que negócios feitos com dólar paralelo são clandestinos e podem acarretar penalidades, pois funcionam à margem da legislação e regulamentos vigentes. Também, por isto, a cotação tem valor bem superior que a dos meios oficiais.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!