Home Notícias Saúde Doença misteriosa atinge moradores de pequena cidade do Cazaquistão

Doença misteriosa atinge moradores de pequena cidade do Cazaquistão

Doença misteriosa atinge moradores de pequena cidade do Cazaquistão
Foto: Divulgação
0

Das doenças todas que podem vir a existir na face da terra, a que atinge atualmente os moradores de uma pequena cidade de Kalashi, situada ao nordeste do Cazaquistão disparadamente é a mais estranha delas. Os moradores passam vários dias seguidos dormindo, e até agora os médicos não encontraram o motivo exato que faz com que isso ocorra.

O primeiro caso dessa doença considerada misteriosa foi registrado em 2010, e desde essa época, o total de 14% da população já recorreu a hospitais com os sintomas da doença que são tontura, incapacidade de ficar em pé, cansaço e problemas de memória, entre outros.

A única coisa que se sabe dessa doença é que um líquido encontrado dentro do cérebro é o responsável pela sonolência nas pessoas. A desconfiança principal de todos é que a doença era causada pelo Urânio encontrado em algumas das regiões da cidade, mas  é uma possibilidade quase descartada, pois os mineradores que trabalhavam por lá não foram afetados.

Com isso foram levantadas outras duas possibilidades para tentar se explicar como a doença é transmitida. A população desconfia que seja através da inalação da fumaça tóxica do Urânio contido na cidade, outra possibilidade para explicar essa doença é o lixo tóxico que vem sendo lançado na cidade.

A real causa para essa doença misteriosa ainda não foi descoberta, e isso consequentemente faz com que as pessoas tenham medo de em uma crise da doença, dormir e não acordar mais.

Que seja encontrado o que faz a doença ser transmitida logo, pro bem da população que atualmente convive com o medo, todo ele proporcionado por essa doença misteriosa.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!