Home Notícias Esporte A dez dias das Olimpíadas, conheça 10 chances brasileiras de conquistar o ouro

A dez dias das Olimpíadas, conheça 10 chances brasileiras de conquistar o ouro

A dez dias das Olimpíadas, conheça 10 chances brasileiras de conquistar o ouro
Divulgação
0

Na contagem regressiva para o início dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a Fanato Esporte e Turismo, agência especializada em viagens de experiência ligadas ao esporte, listou 10 chances brasileiras de subir ao ponto mais alto do pódio.

Arthur Zanetti – Ginástica

Atual campeão olímpico nas argolas, levou três medalhas (um ouro e duas pratas) nos três últimos Mundiais.

Robert Scheidt – Vela

Maior medalhista do país na história das Olimpíadas, possui cinco medalhas em cinco participações, sendo duas delas de ouro. Há dez dias, venceu com facilidade uma competição que envolvia todos seus rivais olímpicos.

Ana Marcela Cunha – Maratona Aquática

Medalhista nos últimos dois mundiais, é considerada uma das melhores do mundo nos 10km, na Maratona Aquática. Na última etapa do Circuito Mundial, que ocorreu na Hungria no último mês, e envolveu as principais atletas do mundo, ficou na quarta posição, o bronze escapou no último momento.

Isaquias Queiroz – Canoagem

Com apenas 21 anos, é bicampeão mundial no C-1 500m, prova não olímpica. É um dos favoritos no C1 1000m, modalidade na qual conseguiu um bronze no Mundial em 2013. Além disso, é candidato no C2 1000m e no c1 200m.
Robson Conceição – Box

Prata no mundial de 2016 e bronze em 2015, há um mês conquistou a medalha de ouro em um torneio disputado em Cuba, sendo considerado forte candidato ao ouro também nos Jogos do Rio.

Judô

Em 2012 foram quatro medalhas em Londres. Nos dois últimos Mundiais, mais 11 medalhas, incluindo dois ouros na categoria feminino. Em 2016, Mayra Aguiar já ganhou o título no Grand Slam de Paris e a medalha prata no Masters de Guadalajara. Atletas como Sarah Menezes, Érika Miranda, Maria Suelen, Rafael Silva, Rafaela Silva e Felipe Kitadai também são esperanças no Rio de Janeiro

Vôlei De Praia

Seja no feminino com Larissa e Talita, ou no masculino com Bruno e Alison, o Brasil tem grandes chances de medalhas. A dupla feminina faturou há 20 dias a medalha de ouro no Major da Suíça, com grande exibição na final. Já os meninos, são considerados a dupla mais regular do mundo, apesar de resultados recentes não tão satisfatórios.

Vôlei

Tradicionalmente, a seleção brasileira é forte candidata ao título. Assim como no vôlei de praia, tanto a equipe masculina, quanto feminina, têm grandes chances de levarem medalha. As maiores ameaças para a equipe de Bernardinho são Rússia e Polônia. Já para Zé Roberto, o principal desafio é a seleção americana, que duela com o Brasil, diretamente, a mais de oito anos, incluindo as últimas duas finais olímpicas.

Vela

Em uma das provas mais tradicionais do esporte olímpico brasileiro, Martine Grael e Kahena Kunze são as maiores apostas. Foram campeãs mundiais em 2014 e prata em 2013 e 2015. Foram também campeãs no evento preparatório para as olimpíadas.

Futebol masculino

Apesar do mau momento da seleção canarinho, pode ser considerada uma candidata ao título por conta de sua tradição no esporte. Além de contar com Neymar, principal ídolo nacional na atualidade, um fato que pode ajudar a seleção a conseguir a medalha inédita é que estrelas como Cristiano Ronaldo, Messi e Ibra não virão ao Brasil para os Jogos.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!