Home Notícias Educação Definidas as diretrizes para os cursos a serem avaliados no Enade 2016

Definidas as diretrizes para os cursos a serem avaliados no Enade 2016

Definidas as diretrizes para os cursos a serem avaliados no Enade 2016
0

Estudantes de 13 cursos de bacharelado e de cinco de tecnólogos vão participar este ano do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). As diretrizes da avaliação, publicadas na quinta-feira, 9, referem-se às competências, conhecimentos e habilidades a serem aferidos.

As normas foram definidas pelas comissões assessoras de área e orientadas pelas diretrizes curriculares nacionais dos respectivos cursos de graduação. “As provas foram organizadas a partir desses parâmetros estabelecidos, e seus resultados devem oferecer subsídios para orientação das políticas públicas das áreas”, disse a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Maria Inês Fini.

Participarão do Enade, este ano, bacharelandos de agronomia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, serviço social e zootecnia. No grau de tecnólogo, o exame é destinado a concluintes de agronegócio, estética e cosmética, gestão ambiental, gestão hospitalar e radiologia.

O Enade é obrigatório para concluintes de bacharelado com expectativa de conclusão do curso até julho de 2017 e que já tenham concluído pelo menos 80% da carga horária mínima do currículo do curso até o fim do período de inscrição. Também devem realizar o exame estudantes de cursos superiores de tecnologia com expectativa de conclusão até dezembro de 2016 e que tenham cumprido mais de 75% da carga horária mínima do currículo até o fim do período de inscrição.

Provas – Com duração de quatro horas, as provas serão realizadas em 20 de novembro, às 13h (de Brasília). Os estudantes de todos os cursos a serem avaliados farão prova de formação geral, com dez questões — duas discursivas e oito de múltipla escolha. Nas provas específicas, serão 30 questões, três delas discursivas e 27 de múltipla escolha.

As instituições de educação superior são responsáveis por inscrever os estudantes habilitados para o exame, o que deve ser feito no período de 6 de julho a 7 de agosto. Os ingressantes de 2016 também devem ser inscritos, mas são dispensados da prova. A situação de regularidade, nesse caso, é atestada por meio de relatório específico emitido pelo Inep. Ficam dispensados também os estudantes que colarem grau até 31 de agosto de 2016 ou que estiverem oficialmente matriculados e cursando atividades curriculares fora do Brasil.

As instituições também devem inscrever, a partir desta quarta-feira, 15, até o dia 29, os estudantes que ficaram em situação irregular em anos anteriores. Eles também estão dispensados da prova, e a situação de regularidade será atestada por meio de relatório do Inep.

Criado em 2004, o Enade integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). O objetivo é aferir o desempenho dos estudantes dos cursos de graduação a partir das referências de competências, habilidades e atitudes definidas nas diretrizes que organizam cada curso. O sistema é composto ainda pelo conceito preliminar de curso (CPC) e pelo índice geral de cursos (IGC), que aferem, respectivamente, a qualidade dos cursos e das instituições de educação superior.

As portarias do Inep que definem as diretrizes do Enade foram publicadas no Diário Oficial da União do dia 9 último.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!