Home Notícias Economia Declaração do Imposto de Renda começa hoje, saiba como não cair na malha fina

Declaração do Imposto de Renda começa hoje, saiba como não cair na malha fina

Declaração do Imposto de Renda começa hoje, saiba como não cair na malha fina
0

Começa hoje, 1º de março, a entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física. Os contribuintes com rendas tributárias acima de R$ 28.123,91 em 2015 têm até 29 de abril para realizar obrigatoriamente a declaração, que precisa estar correta em todos os detalhes para não cair na malha fina.

É importante ter atenção ao preenchimento das informações e à comprovação de cada dado inserido, enquanto os gastos passíveis de dedução precisam ser lançados de acordo com os documentos fiscais, cujos dados serão utilizados pela Receita para cruzar informações.

“Na declaração deste ano, os profissionais de áreas da saúde, odontologia, advocacia, psicologia e outros, que recebem rendimentos de pessoas físicas, terão que informar o CPF dos clientes para os quais prestaram serviços especificamente, quando antes o valor era informado de forma global. Esta será uma forma de a Receita promover os cruzamentos de forma mais eficaz”, explica Karina.

A contadora ressalta que não devem ser incluídas despesas não dedutíveis, como gastos com cursos de idiomas, tratamentos estéticos, cirurgias plásticas e contratos de seguros. O contribuinte também tem obrigação de incluir todos os rendimentos, entre eles prêmios, loterias e renda dos dependentes.

Existem ainda algumas situações que exigem maior cuidado, como em casos de rescisões trabalhistas, que costumam ter rendimentos tributáveis, não tributáveis, tributáveis apenas na fonte e isentos. Já a venda de algum bem possui benefícios fiscais a serem aplicados, que reduzem ou isentam o imposto a ser apurado.

Quem deseja receber a restituição do Imposto de Renda ainda nos primeiros lotes, deve entregar a declaração o mais rápido possível. Para quem não tem pressa, é recomendado não deixar para os últimos dias, pois o sistema pode ficar congestionado. A declaração realizada fora do prazo gera multa de 1% a 20% do valor do imposto, com valor mínimo de R$ 165,74.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!