Home Notícias Brasil RN Mossoró De vendedora ambulante a aluna da Ufersa

De vendedora ambulante a aluna da Ufersa

De vendedora ambulante a aluna da Ufersa
Pâmela aproveita o tempo livre para estudar (Foto: Assecom/Ufersa)
0

Meio-dia e o trabalho da vendedora ambulante Pâmela Janicleia de Araújo, de 22 anos, começa na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), em Mossoró. Em dias letivos é sempre assim.  Ela chega com uma caixa de isopor e se instala na entrada da guarita do campus leste. E a mercadoria da jovem vendedora? “Din-din” – também conhecido por alguns como “sacolé”. Por dia, Pâmela chega com 100 unidades de sabores diversos e, duas horas depois, vai embora com o depósito vazio. “Meta cumprida”, comemora.

O que chama atenção nessa história é a força de vontade e a superação dessa mossoroense. Pâmela chegou há 2 anos na Ufersa, mas nunca tinha passado do portão. Até que em 2016 veio a mudança. Ela não só avançou a guarita como agora caminha para um futuro com mais oportunidades. Incentivada pelos alunos fregueses, Pâmela prestou a seleção para o curso de Licenciatura em Educação do Campo e foi aprovada.

A vendedora de Din-din agora se prepara para ser aluna da Universidade que ela sempre viu de fora. Para a nova estudante, as aulas só começam no segundo semestre letivo de 2016 (janeiro de 2017), mas a expectativa e a ansiedade já tomam conta. Pâmela deve estudar pela manhã e tem consciência que a rotina deve ficar mais pesada com os compromissos acadêmicos, mas a jovem disse que não vai desistir. “Estou confiante que isso será muito bom para mim”, destaca.

E os sonhos dela não param por aí. Determinada, ela já avisou que vai fazer o ENEM esse ano. Quanto ao curso, ainda não sabe qual escolher, só adiantou que será da área das ciências sociais ou humanas, Direito ou Administração, quem sabe. E o tempo para estudar? Pâmela aproveita todos os horários livres para olhar o conteúdo, até mesmo entre a venda de seus produtos. Força de vontade não falta para quem sempre enfrentou a dura realidade da vida.

Com o sabor doce do din-din, Pâmela chega a Ufersa para fazer a diferença e se incluir no mundo universitário cheio de possibilidades e de novas perspectivas. Os “din-dins” continuam adoçando e fazendo sucesso entre os alunos, mas na vida da nova universitária eles agora terão que dividir espaço com as canetas, livros e cadernos. É uma nova fase que começa.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!