Home Notícias Ciência De acordo com cientistas, o segredo da longevidade está nos genes

De acordo com cientistas, o segredo da longevidade está nos genes

Publicidade

De acordo com cientistas, o segredo da longevidade está nos genes
0
Publicidade

Stephen Coles, um geriatra e professor da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, é responsável por um estudo sobre o processo de envelhecimento humano. Nesta investigação, Coles analisou, ​​com a ajuda de cientistas norte-americanos e italianos, o sequenciamento do genoma do supercentenarians (super-centenários), ou seja, as pessoas com 110 anos ou mais.  As informações são do Actualidad RT.

“Quando entrevistamos essas pessoas, descobrimos que eles tinham muito pouco em comum”, disse Coles ao ‘Zmescience’ . “Alguns deles bebem [uísque] todos os dias e outros são abstêmios. Alguns fumam cigarros, enquanto outros nunca fumou em sua vida. […]. No entanto, o que todos tem em comum é que a longevidade é de família “, acrescentou.

Apesar da notícia, a prática de hábitos saudáveis continuam indispensáveis. Foto: Thinkstock
Apesar da notícia, a prática de hábitos saudáveis continuam indispensáveis. Foto: Thinkstock

Isto significa que o segredo para uma vida longa não é necessariamente hábitos saudáveis, embora esses hábitos sejam essenciais. Segundo os pesquisadores, existe um gene comum em todas as pessoas que participaram do estudo e que têm mais de 100 anos. Além disso, o gerontologista salientou que a chave para viver 110 anos ou mais, e não ‘apenas’ 100, é a variante deste gene.

Coles disse que, como resultado desta pesquisa, muitas empresas farmacêuticas estão interessadas ​​em entrar em contato com ele. E esta questão toca, em sua opinião, “muito profunda questão filosófica” sobre como as coisas funcionam nos EUA. “Somos uma sociedade capitalista e muitos farmacêuticos poderia usar esse novo conhecimento para conseguir dinheiro”, disse ele.

O objetivo não é ganhar dinheiro ou obter algo único e então secretamente vender os nossos resultados a um farmacêutico, mas “para fazer uma pesquisa útil para a humanidade”, disse o especialista. O ideal, segundo ele, seria que “esta descoberta esteja disponível para o público em geral”. Para finalizar, o especialista disse: “esse pesquisa abre um leque de possibilidades”.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!