Home Notícias Brasil RN Crise? Não para o Tribunal de Justiça do RN

Crise? Não para o Tribunal de Justiça do RN

Crise? Não para o Tribunal de Justiça do RN
O modelo escolhido fez parte do acervo do MoMA (Museu de Arte Moderna) de Nova York
0

Em meio à crise financeira nos cofres públicos, o TJRN (Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte) vai gastar R$ 288.750,00 para a compra de 33 cadeiras que serão usadas no pleno e nos gabinetes dos desembargadores para renovar o mobiliário, que havia sido trocado em 2002.

Apesar da visível necessidade da contenção de despesas, o TJRN vai gastar R$ 8.750,00 com cada cadeira do modelo Aeron Chair, fabricadas pela indústria Herman Miller. A renovação dos assentos foi divulgada no Diário Oficial do dia 30 de outubro, e as poltronas chegam nos próximos dias em Natal (RN).

Com uma simples e rápida pesquisa no Google, a cadeira de modelo Aeron Chair em alguns locais está saindo por R$ 5.894,00 – ou seja, algo que já custa caro aos cofres públicos, saiu mais caro ainda na compra feita pelo TJRN.

Segundo a reportagem do UOL apurou, desde o início do ano, que o TJRN vem cortando gastos no orçamento. O tribunal extinguiu gratificações, acabou com mais de uma centena de cargos comissionados e cancelou contratos de terceirização. Estes cortes garantiram a economia de R$ 4 milhões nos últimos quatro meses, segundo levantamento do TJRN.

Pregão Eletrônico

A empresa vencedora das 14 concorrentes foi a Creative Original Design (COD), localizada em São Paulo. Natal possui uma das cinco lojas franqueadas do Brasil, mas o produto custa quase 15% a mais.

“Justifica-se a necessidade de observação das características de ergonomia e conforto dado que as cadeiras serão utilizadas pelos Desembargadores e Desembargadoras do Poder Judiciário deste Estado, alguns já com idade que já requer maior atenção quanto à postura física e que, não raro, no Pleno e em seus gabinetes, são submetidos a sessões e reuniões que ultrapassam seis horas consecutivas”, descreve o TJRN ao publicar o resultado do pregão eletrônico.

 

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!