Crise econômica destruiu um terço da classe média espanhola, diz pesquisa

(ANSA) – Em sete anos, a crise econômica eliminou um terço da classe média espanhola, de acordo com um relatório publicado nesta segunda-feira (18). O número de trabalhadores na faixa salarial intermediária caiu 35% nos últimos anos, informou a instituição financeira La Caixa, ressaltando que a parcela da população foi a mais afetada pela recessão.

Em contrapartida, o emprego de trabalhadores de alta renda manteve o mesmo nível, assim como os postos de trabalho de menor remuneração, os quais diminuíram apenas 10% entre 2008 e 2014. E é justamente na menor faixa salarial que está sendo criado a maior parte dos empregos atualmente: 60% em 2014, de acordo com a pesquisa. Hoje em dia, a taxa de desemprego na Espanha é de 23%, o que representa 5,4 milhões de pessoas sem trabalho, contra os 11% de 2008, quando a crise financeira e econômica mundial começou.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!