Home Concurso Público Corpo de Bombeiros/RN aguarda autorização para realizar concurso público

Corpo de Bombeiros/RN aguarda autorização para realizar concurso público

Publicidade

Corpo de Bombeiros/RN aguarda autorização para realizar concurso público
Foto: Divulgação
0
Publicidade

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) aguarda autorização da Procuradoria Geral do Estado para realizar um concurso público com aproximadamente 100 oportunidades destinadas ao curso de formação de soldados.

A solicitação está em trâmite desde 2014 e, de acordo com a área de comunicação do órgão, em função das dificuldades financeiras enfrentadas pelo Estado, o certame ainda não foi liberado para não onerar a folha de pagamento. Na oportunidade, foi publicado no Diário Oficial do Estado do RN a escolha do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan) como banca organizadora dos concursos promovidos pelo Corpo de Bombeiros/RN. Serão 100 vagas iniciais que prevê o preenchimento de oportunidades para soldado.

A expectativa é de que o concurso seja realizado ainda em 2016, assim como o tão aguardado concurso para a Polícia Militar do RN.

Das vagas

Os classificados ingressarão nos cargos de soldado e, de acordo com o reajuste que entrou em vigor no dia 1º de setembro de 2015, as remunerações iniciais serão de R$2.904. O edital já está na fase de análise jurídica. Assim, a expectativa é que seja divulgado ainda este ano.

Após o Curso de Formação, última etapa do certame, os profissionais serão nomeados e distribuídos de acordo com a necessidade dos municípios. Essa fase dura, em média, 12 meses para soldado.

SOLDADO

Para concorrer ao posto de soldado do CBMRN, o candidato deverá possuir ensino médio completo, idade entre 19 e 30 anos, altura mínima de 1,65m, estar quite com as obrigações militares, ter carteira de habilitação na categoria “B” (no mínimo) e possuir ilibada conduta pública e privada.

Se este processo seletivo for igual ao de 2006, apresentará as seguintes etapas: teste intelectual (prova objetiva) para mensurar os conhecimentos gerais do candidato; exames de saúde; avaliação de condicionamento físico; e curso de formação com duração média de seis meses.

Em 2006

O Corpo de Bombeiros lançou um edital com 70 vagas para o curso de formação de soldados.  Na ocasião, a banca organizadora foi a Consultec e, enquanto o candidato frequentasse o curso, a remuneração oferecida correspondia a um salário mínimo vigente.

A prova objetiva constou de 100 questões que versaram sobre língua portuguesa (20), matemática (20), geografia (20), história (20), atualidades (10) e potencialidade (10).

Depois da etapa do teste objetivo, os classificados passaram por exames de saúde clínico e antropométrico, de acuidade visual, de avaliação psiquiátrica e odontológico. Além desses, houve alguns exames complementares, sendo eles: de sangue, urina, fezes, raios-X e toxicológico clínico.

Na avaliação de condicionamento físico, os candidatos tiveram que passar por corrida de média distância, tração em barra fixa, flexão de braço com apoio ao solo, flexão abdominal, natação de 100 metros e subida em escada de 30 metros.

EFETIVO IDEAL (ÁREA DA SEGURANÇA)

A previsão para Polícia Civil é de mais de 5 mil (Hoje, são pouco mais de mil)

Na Militar, a previsão é de mais de 13 mil policiais (Hoje, tem 8 mil)

Corpo de Bombeiros, a previsão é ter mais de mil (Hoje, conta apenas com 600)

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!