Home Notícias Mundo Coréia do Sul poderá ser o primeiro país Asiático a legalizar o casamento gay

Coréia do Sul poderá ser o primeiro país Asiático a legalizar o casamento gay

Coréia do Sul poderá ser o primeiro país Asiático a legalizar o casamento gay
Foto: LEE JIN-MAN/AP FILE PHOTO
0

Park Won-soon, prefeito de Seul, diz que Coréia do Sul será o primeiro país da Ásia a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, informa o “The San Francisco Examiner”.
Assim, após perguntarem se Taiwan seria o primeiro país a permitir o casamento gay, Won-soon respondeu: “Eu espero que o primeiro país seja a Coréia do Sul. Muitos casais gays vivem juntos na Coréia. Embora isso ainda não seja admitido pela lei, tenho certeza que a Constituição coreana permitirá o revogamento da proibição”.
Um terço da população da Coréia do Sul se declara cristã e acredita que o casamento gay “é pecado”.

Foto: LEE JIN-MAN/AP FILE PHOTO
Foto: LEE JIN-MAN/AP FILE PHOTO

Parada Gay em Seul
A parada do orgulho gay em Seul, Coréia do Sul, que aconteceu no verão passado, foi bloqueada por centenas de manifestantes cristãos que se colocaram na rua. Quase um terço da população da Coréia do Sul pertence a uma igreja cristã que diz que é pecado ser gay.
No entanto, mais de 10 mil pessoas compareceram para o ato que contou com a temática “O amor conquista o ódio”, patrocinada em parte pela Google Coréia.
Foi um ponto de inflamação de duas forças em conflito na cidade de 10 milhões de pessoas – com os tradicionalistas contra nova tecnologia e a mudança social que ela representa. Ambos os lados pressionaram as autoridades da cidade.
O desfile também serviu para testar a resistência política do prefeito liberal de Seul, Park Won-soon. Era época de eleição e Park enfrentou um candidato conservador que usou retórica homofóbica para criticar Park por permitir a para gay e utilizar de uma campanha anti-homofobia utilizando de espaços em ônibus urbanos e outdoors.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!