Home Notícias Variedades Curiosidades Conheça algumas curiosidades sobre o estado do Maranhão

Conheça algumas curiosidades sobre o estado do Maranhão

Publicidade

Conheça algumas curiosidades sobre o estado do Maranhão
0
Publicidade

Confira abaixo algumas informações curiosas sobre um dos principais estados da região nordeste.

  • Não existe um consenso sobre a origem do nome Maranhão. Uma das hipóteses afirma ter ele surgido do termo “mar que corre”, da língua tupi.
  • O Maranhão é o segundo maior estado do Nordeste, atrás somente da Bahia.
  • A capital e cidade mais populosa do Maranhão é a cidade de São Luís. Um em cada sete habitantes do estado vive em sua região metropolitana.
  • As cidades maranhenses mais populosas são, pela ordem: São Luís, Imperatriz, São José de Ribamar, Caxias e Timon.
  • São Luís é a única capital do Brasil fundada por franceses. Ela recebeu esse nome em homenagem ao rei francês Luís XIII.
  • O estado possui a segunda pior expectativa de vida do Brasil. Possui também um dos menores IDHs (Índice de Desenvolvimento Humano) do país.
  • O Maranhão possui quase todos os biomas do Brasil. Existe em seu território regiões típicas da caatinga, cerrado e floresta equatorial (diga-se, floresta amazônica).
  • Com um litoral quase intocado, o Maranhão possui uma imensa quantidade de ilhas, estuários, penínsulas e manguezais. Um dos seus maiores patrimônios turísticos é a região de dunas dos Lençóis Maranhenses.
  • Uma curiosidade muito interessante: o litoral do Maranhão possui a maior quantidade de ilhas do litoral brasileiro. São Luís, a própria capital maranhense, está numa ilha.
  • O Brasil possui duas bases de lançamento de foguetes: a Barreira do Inferno, no estado do Rio Grande do Norte, e o Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão. É em Alcântara que o país vêm testando o VLS (Veículo Lançador de Satélite), um modelo das futuras missões de lançamentos de satélites.
Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!