Complexo penal em Mossoró capacita internos na área de Viveiricultura

O Complexo Penal Estadual Agrícola Mário Negócio, em Mossoró, está capacitando 19 internos do regime semiaberto na área de Viveiricultura. O curso é viabilizado através do Pronatec, programa do Governo Federal que oferece formação técnica e profissional para jovens e adultos de baixa renda.

Durante as aulas, os internos aprendem a criar as mudas a partir de sementes, baseada na proliferação do verde. Serão produzidas mudas de plantas ornamentais, frutíferas e de reflorestamento. A ideia é criar um espaço no centro de Mossoró para a exposição e comercialização das plantas.

De acordo com a diretora do Complexo Penal Agrícola Mário Negócio, Aurivaneide de Oliveira, além da própria capacitação técnica, o curso também proporciona um ganho na recuperação dos apenados. “O aspecto de maior importância é o trabalho de ressocialização da pessoa privada de liberdade. Capacitando-a para inserí-la no mercado de trabalho, o que pode promover a sua sustentabilidade, afastando-a da realidade criminosa”, diz Aurivaneide. Ainda segundo ela, os projetos da unidade prisional também serão beneficiados pela capacitação em viveiricultura. “Outro ponto, também importante, é o conhecimento trazido para esta unidade Penal Agrícola proporcionando a elaboração de novos projetos voltados à produção e cultivo de mudas de plantas frutíferas, reflorestamento e ornamentais destinado ao comércio local”, completa a diretora.

Além do curso de Viveiricultura, o Complexo Penal Mario Negócio ainda oferece aos internos os cursos de Auxiliar de Biblioteca e Auxiliar de Recursos Humanos.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!