Home Notícias Política Comissão mista apresentará projeto da Lei de Responsabilidade das Estatais

Comissão mista apresentará projeto da Lei de Responsabilidade das Estatais

Comissão mista apresentará projeto da Lei de Responsabilidade das Estatais
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
0

(Agência Câmara Notícias)- A comissão mista encarregada de elaborar proposta da Lei de Responsabilidade das Empresas Estatais tem reunião nesta quarta-feira (12) para a apresentação de relatório preliminar do deputado Arthur Oliveira Maia (SD-BA).

A votação do texto deverá ocorrer até o dia 21, quando se encerram os trabalhos do colegiado, instalado em 18 de junho. Na opinião do relator, o momento atual exige a adoção do princípio da transparência pelas estatais. Para ele, o caso de corrupção na Petrobras é “um sinal claro de que há uma falha na fiscalização das empresas estatais”.

“A Lei de Responsabilidade Fiscal criou uma inovação com a transparência e a permanente observância do gasto público. No entanto, abrangeu apenas a administração direta. É preciso criar um marco regulatório de fiscalização das estatais capaz de se antecipar a casos como o da Petrobras e do BNDES, que fez empréstimos secretos”, destacou.

Segundo o parlamentar, o propósito é fazer uma transposição daqueles princípios já postos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar 101/00) para o campo específico das estatais.

A comissão

Criada por sugestão dos presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, a comissão vai propor um projeto de lei para regulamentar dispositivos da Constituição e definir orientações gerais sobre a organização das empresas estatais, assim como mecanismos de fiscalização pública e governança interna.

O artigo 173 da Constituição determina regulamentação por lei do estatuto jurídico da empresa pública, da sociedade de economia mista e das respectivas subsidiárias, inclusive no que diz respeito à função social e às formas de fiscalização pelo Estado e pela sociedade. Por falta dessa legislação, cada estatal segue normas próprias.

Maia acredita que a nova lei proporcionará profundo efeito na gestão de gastos e governança. “Temos que criar mecanismos para evitar o uso político das estatais, a exemplo do que aconteceu com a Petrobras no ano passado, quando a presidente Dilma impediu o aumento do preço da gasolina para favorecer sua eleição, causando enorme prejuízo à empresa. Este tema é de absoluta atualidade”, afirma.

Além de analisar um anteprojeto da Lei de Responsabilidade das Estatais apresentado por Renan e Cunha, o colegiado examina propostas dos senadores José Serra (PSDB-SP), Roberto Requião (PMDB-PR), Aécio Neves (PSDB-MG) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) sobre a organização, gestão e fiscalização das estatais.

A reunião está marcada para as 14 horas, na sala 15 da ala Alexandre Costa, no Senado.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!