Home Notícias Mundo Com tipo raro de sangue, homem já salvou mais de 2 milhões de bebês

Com tipo raro de sangue, homem já salvou mais de 2 milhões de bebês

Com tipo raro de sangue, homem já salvou mais de 2 milhões de bebês
0

(ANSA) – Um doador de sangue australiano já salvou a vida de mais de 2 milhões de bebês. Por causa de uma condição rara, James Harrison, de 78 anos, ajudou a encontrar uma solução para uma doença que, há poucas décadas, não tinha cura e fazia com que mulheres abortassem e crianças nascessem com danos cerebrais.

Contada pela emissora “CNN” às vésperas do Dia Mundial do Doador de Sangue, em 14 de junho, a história do “homem do braço de ouro”, como também é chamado Harrison, começou quando ele fez uma operação para a retirada de um pulmão aos 14 anos e precisou fazer uma transfusão de sangue de 13 litros.

Quando soube que tinha sobrevivido graças às doações, o australiano decidiu retribuir. Desde então, ele tem ido quase todas as semanas ao hospital para doar.

No entanto, não é apenas a frequência que torna Harrison tão importante para a medicina. Ele tem em seu sangue um anticorpo raríssimo que foi usado com sucesso para desenvolver uma vacina para ajudar mães com a doença Eritroblastose Fetal, ou Rhesus.

Nesta patologia, o corpo de mulheres que têm sangue com Rh negativo e estão esperando um filho com Rh positivo criam anticorpos para acabar com a ameaça do tipo sanguíneo distinto, destruindo as células do feto. Geralmente, isso acontece na segunda ou na terceira gravidez.

Com a vacina Anti-D, feita a partir do sangue de Harisson, o organismo feminino não cria mais os anticorpos e, assim, não apresenta mais riscos para o bebê.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!