Home Notícias Brasil RN Natal Com novos ataques a ônibus em Natal, empresas recolhem frota

Com novos ataques a ônibus em Natal, empresas recolhem frota

Publicidade

Com novos ataques a ônibus em Natal, empresas recolhem frota
Foto: Reprodução / WhatsApp
0
Publicidade

Apesar da garantia dada pelo Governo do Estado de que os terminais de passageiros receberiam reforço policial, a capital potiguar registrou novos ataques a ônibus neste sábado. Por volta das 14h criminosos atearam fogo em três ônibus no terminal de Brasília Teimosa, na Zona Leste de Natal. A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, é apontada pelo governo como motivo dos atentados.

Desde a sexta-feira (29) o Rio Grande do Norte já registra 34 ataques. Do total, pelo menos 24 veículos foram os alvos, incluindo carros e ônibus. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), 25 suspeitos de envolvimento nos ataques foram presos até as 13h deste sábado (30).

Já na tarde deste sábado (30) mais dois ônibus foram completamente incendiados por bandidos, em um terminal da empresa Santa Maria, no bairro de Brasília Teimosa. Testemunhas disseram que dois homens em uma moto Traxx chegaram ao local e atearam foto nos ônibus.

Com os ataques no terminal de Brasília Teimosa, os ônibus começaram a ser recolhidos das ruas por volta das 15h. De acordo com o governo, os ataques aconteceram em Natal, São Gonçalo do Amarante, Parnamirim, Macaíba, Mossoró, Caicó, Currais Novos, Florânia, Santa Cruz e Jardim de Piranhas.

Um carro da Prefeitura do Natal também foi incendiado na tarde deste sábado em Mãe Luíza, na Zona Leste da capital. De acordo com a PM, um homem armado mandou o motorista descer e ateou fogo no carro que ficou completamente queimado. O motorista não se feriu.

Em uma coletiva de imprensa na manhã deste sábado (30), o governador Robinson Faria disse que não iria recuar na instalação dos bloqueadores de celulares nos presídios. Segundo Robinson, “o governo está decidido a enfrentar qualquer ato violento que acontecer no Estado”. Ainda de acordo com o governador, “os policiais estão liberados a agir com autonomia e conforme a lei para prender todos os responsáveis por essas ações de vandalismo”.

Com os atos de vandalismo, a Fundação José Augusto (FJA) cancelou a apresentação do espetáculo do Grupo de Apoio à Criança com Câncer Casa Durval, bem como toda a programação artística que ocorreria neste sábado (30) às 16h na Cidade da Criança.

Em nota, a FJA pediu desculpas ao público e informou que em breve divulgará a nova data para apresentação da mesma programação.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!