Cineastas, músicos e celebridades brasileiras aparecem em lista do HSBC

Nomes da cultura nacional, ligados a música, TV, cinema e literatura, estão na lista dos 8.667 brasileiros que tinham contas numeradas — cujos donos são identificados apenas por um código — no HSBC da Suíça entre 2006 e 2007, segundo levantamento feito pelo GLOBO e pelo UOL.

Aparecem entre eles o apresentador Jô Soares, os atores Maitê Proença, Claudia Raia e Edson Celulari, além da família de Jorge Amado e o cineasta Andrew Waddington, com seu irmão Ricardo Waddington, que hoje é diretor da TV Globo.

Segundo análise do jornal ‘O Globo’, em parceria com o jornalista Fernando Rodrigues (UOL), Com exceção de Jô Soares e Ricardo Waddington, os artistas e intelectuais listados nas planilhas do HSBC de Genebra, desenvolveram ou participaram trabalhos financiados, em parte, por dinheiro de fomento à cultura, por meio da Lei Rouanet.

Na época investigada pelo caso Swissleaks, a conta de Jô Soares aparecia sem saldo. Em 2006/2007, Maitê tinha US$ 585,2 mil em seu nome. Marília, por sua vez, aparece com US$ 834 mil. O então casal de atores, mantinha conta conjunta de US$ 135,7 mil.

As celebridades em questão afirmaram não ter ciência de qualquer conta no banco suíço ou ter realizado todas as operações financeiras de forma legal (leia mais).

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!