Home Notícias Brasil PE Chuva forte atinge Olinda e Recife causando morte e prejuízos

Chuva forte atinge Olinda e Recife causando morte e prejuízos

Chuva forte atinge Olinda e Recife causando morte e prejuízos
Desabamento de barreira em Águas Compridas (Foto: Reprodução/Whatsapp)
0

Uma menina de quatro anos morreu após deslizamento de terra em Olinda. A casa dela, no Córrego do Passarinho, foi soterrada na madrugada, e o corpo foi retirado pelo Corpo de Bombeiros às 5h30 desta segunda-feira (30). O desastre é o primeiro com vítima registrado desde que o alerta de chuvas fortes foi divulgado pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), também na madrugada.

Outra ação de socorro está sendo cumprida pelo Corpo de Bombeiros: um desabamento em Águas Compridas, outro bairro de Olinda. A Assessoria de comunicação informa que há possibilidade de vítima entre os escombros.

Mais tarde outras três pessoas morreram por causa de deslizamentos causados pela chuva forte que atinge a região metropolitana do Recife. Duas mulheres e uma criança da mesma família ficaram soterradas dentro de casa no bairro de Águas Compridas, em Olinda: Alexandra de Moraes, de 36 anos, Bárbara de Moraes, de 23, e João Victor de Moraes, de 7.

O resgate começou às 7h. Outra casa foi atingida pelo deslizamento e há informação de que mais pessoas ficaram feridas, mas a assessoria de comunicação da Defesa Civil de Olinda ainda não tem a confirmação, pela dificuldade de contato com a equipe que faz o atendimento no local.

Segundo a Apac, em seis horas, choveu 200 milímetros no Recife – mais da metade do esperado para todo o mês de maio (358 milímetros). A quantidade de água provocou alagamentos em diversos pontos da região. Uma parte do calçadão na Orla de Olinda desabou, e no Recife o túnel do bairro do Pina – mais baixo que as vias do entorno – ficou intransitável por causa do volume de água.

Órgãos públicos, escolas e universidades paralisaram atividades porque funcionários e alunos não conseguiam chegar aos locais. Os engarrafamentos paralisam o trânsito nas cidades. A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Universidade de Pernambuco (UPE) e a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) cancelaram as aulas no turno da manhã e devem emitir novo alerta caso a chuva continue. O Judiciário também está praticamente paralisado. O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e os tribunais regionais do Trabalho e o Eleitoral suspenderam o expediente desta segunda na região metropolitana.

Abrigos para desalojados

A prefeitura de Olinda recomendou que os moradores de áreas de risco deixem o local e comuniquem problemas por meio do telefone 0800 2812112. Segundo nota divulgada pela Defesa Civil do município, a Escola Maria da Glória, no Bairro de Guadalupe, foi organizada para receber os desabrigados pelas chuvas.

De acordo com o órgão, todas as equipes da Defesa Civil municipal estão em operação nas áreas de risco da cidade. A concentração maior de ocorrências está nos bairros de Águas Compridas – onde as três pessoas morreram – e Caixa D’Água. Na parte da orla marítima que cedeu, na Avenida Ministro Marcos Freire, as equipes de manutenção isolaram o local e aguardam a maré baixar para começar os reparos.

Da Agência Brasil

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!