Home Notícias Universo Chuva de meteoros será visível na noite desta segunda-feira (20)

Chuva de meteoros será visível na noite desta segunda-feira (20)

Chuva de meteoros será visível na noite desta segunda-feira (20)
Foto: Divulgação
0

Após um clarão ficar visível em alguns estados brasileiros, a partir desta segunda-feira (20) uma chuva de meteoros do Cometa Halley passará próximo ao nosso planeta e será visível a olho nu. A expectativa dos astrônomos para a chuva deste ano é de uma taxa de 12 a 25 meteoros por hora, tendo maior frequência para quem está no Norte e no Nordeste do Brasil e menor para quem está no Sul. As informações são do portal R7.

Segundo a pesquisadora e professora do Observatório Nacional do Rio de Janeiro, Daniela Lazzaro, a chuva de meteoros é um evento que acontece duas vezes por ano, mesmo que o Cometa Halley só passe próximo da Terra a cada 75 anos. “O que acontece todo ano, entre os dias 20 e 22 de outubro, é que a Terra atravessa a região onde passou o cometa em suas órbitas anteriores. Isso produz a chuva de meteoros Orionídeos, associada ao Cometa Halley.”, disse ela.

A passagem do Cometa Halley em 1986 fez com que corpo celeste se desfragmentasse por conta do alto calor e deixasse para trás centenas de pequenos meteoros, que orbitam em áreas próximas a Terra.

O astrônomo Marcos Calil explica como esse fenômeno poderá ser visto pelas pessoas. “Todo cometa quando está numa distância semelhante ao Sol começa a receber calor, e isso causa perda de matéria. Essa matéria fica suspensa no espaço. O atrito da atmosfera com esses materiais causam os rastros luminosos que vemos no céu, que são os chamados meteoros. Temos então as chuvas de meteoros, que dito no popular são as estrelas cadentes.” disse.

O melhor horário para visualizar a chuva de meteoros será na madrugada do dia 21 de outubro, entre às 2h e 4h, mas será possível ver resquícios da chuva até o próximo dia 22.

Apesar de serem vistas a olho nu, sem a necessidade do uso de aparelhos astronômicos, a chuva de meteoros não causará nenhum efeito prejudicial para a Terra. Os corpos celestes passarão pelo céu a uma altura em torno de 80 a 100 km em relação à superfície da Terra.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!