Home Notícias Brasil RN Plantão Policial Chefes da facção que organizou ataques no RN são transferidos

Chefes da facção que organizou ataques no RN são transferidos

Chefes da facção que organizou ataques no RN são transferidos
Foto: Reprodução/Campo Grande News
0

Na manhã desta sexta-feira (5), vinte e um líderes da facção criminosa Sindicato do Crime do RN foram retirados da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP) com o intuito de serem transferidos para presídios de segurança máxima em Campo Grande (MS), Catanduvas (PR) e Porto Velho (RO).

Entre os transferidos está João Maria dos Santos Oliveira, o famoso ‘João Mago’, preso no último domingo (31/07) em Nova Parnamirim, e apontado pela Sesed como um dos chefes da facção criminosa que vem agindo no Estado.

Os criminosos foram levados para o Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) para realização do corpo de delito e, após o exame, os presos serão transferidos de avião para Brasília, de onde seguem para as unidades prisionais de Campo Grande, Catanduvas e Porto Velho.

Criminosos que estão sendo transferidos

Sebastião Figueira da Costa Júnior, Josenildo Medeiros da Silva, Josenildo Augusto da Silva, Bruno Mitchel Carvalho de Farias, Christian Lutianne Costa de Lima, Djackson Hyzacky Moreira da Silva, Gerson Menezes, Gilbeto da Cruz Silva, Igor dos Santos Peixoto, João Paulo Souza da Silva, Luanderson Inácio de Souza Cunha, Leonardo Victor Cavalcante Soares, Marcos Antônio Oliveira da Silva, Walleano Luabson Cruz dos Santos, Zadonaide Fernandes Nunes, José Wilson Trajano de Freitas, Francisco Frank Dantas da Costa, Renato da Silva Climaco, Cleiton Miranda Lins, João Maria dos Santos Oliveira e Rosivaldo Barbosa da Silva.

Presídio Federal de Mossoró

Na última segunda-feira (1º), cinco presos – apontados pelo Governo do Rio Grande do Norte como chefes do Sindicato do Crime – já haviam sido transferidos para o presídio federal de Mossoró.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!