Home Notícias Mundo Chanceler russo descarta guerra com Turquia

Chanceler russo descarta guerra com Turquia

Publicidade

Chanceler russo descarta guerra com Turquia
Sergei Lavrov (Foto: ONU / Divulgação)
0
Publicidade

(ANSA) – O chanceler russo, Sergei Lavrov, disse que Moscou não irá lançar uma guerra contra a Turquia apesar do abatimento de uma caça russo na última terça-feira, dia 24, por forças de segurança turcas. “Nossas relações com o povo turco não irão mudar”, declarou.

Autoridades do Kremlin já haviam descartado uma retaliação militar ontem mesmo. O chefe de Diplomacia, no entanto, disse que a Rússia pretende rever seriamente as relações bilaterais. O chanceler turco, Feridun Sinirlioglu, expressou, em conversa telefônica, suas condolências a Rússia e seu pesar pelo incidente, “mas, ao mesmo tempo, tentou justificar a ação”, divulgou Lavrov. “Estamos esperando desde ontem explicações russas do mais alto nível. Melhor tarde do que nunca”, acrescentou. Forças de segurança turcas abateram um caça russo quando ele invadiu o espaço aéreo da Turquia nesta semana. Medida foi tomada depois de repetidas advertências. Nos últimos meses, incursões aéreas da Rússia na fronteira com a Síria vêm ampliando as tensões na região.

Apesar de Moscou negar ter ultrapassado limites aéreos, autoridades de Ancara disseram ter encontrado restos da aeronave em seu território, que chegaram a ferir duas pessoas.

Escalada da tensão

O presidente norte-americano, Barack Obama, ligou para seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, ocasião em que disse apoiar o país e seu direito de defender sua soberania. O líder, no entanto, falou sobre a necessidade de evitar uma escalada da tensão com Moscou e pediu que o episódio não se repita.

O premier russo, Dmitri Medvedev, chamou a ação de irresponsável e disse que uma “perigosa escalada” das tensões não pode ser justificada por proteção de fronteiras. Ainda segundo ele, com o ataque ao caça, “o longo histórico de boas relações entre a Rússia e a Turquia estão ameaçadas”.

Piloto

Foi encontrado o segundo piloto do caça russo abatido, informou o presidente da Rússia, Vladimir Putin. O Ministro da Defesa russo, Serguei Shoigu, detalhou que ele se encontra “são e salvo” em uma base militar em território sírio que é controlado pelas forças fiéis a Basha al-Assad – aliado de Putin. O outro piloto teria sido morto em decorrência da queda e encontrado por rebeldes na Síria.

Latakia

Shoigu ainda informou que os sistemas de defesa antimísseis S-400 serão enviados a base militar russa em Latakia, na Síria. As Forças Armadas turcas irão reforçar o controle aéreo na região da fronteira com a Síria, informou o Exército, em nota oficial. Serão 18 caças de patrulha, ao invés de 12, como acontecia antes.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!