Home Notícias Brasil RN Campanha de Vacinação contra a Influenza segue até a próxima sexta-feira

Campanha de Vacinação contra a Influenza segue até a próxima sexta-feira

Campanha de Vacinação contra a Influenza segue até a próxima sexta-feira
Foto: Divulgação / Fotos Públicas
0

A Campanha de Vacinação Contra a Influenza segue até a próxima sexta-feira (5), em todo o município de Natal, nas unidades de saúde, e já imunizou 94.559 pessoas, o que corresponde a 60,92% do público-alvo estabelecido pelo Ministério da Saúde. A Campanha é destinada para crianças a partir de seis meses e menores de cinco anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), pessoas com 60 anos ou mais, profissionais de saúde e pessoas privadas de liberdade. A meta é vacinar 80% do público-alvo.

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS) pede para que a população se conscientize sobre a importância da vacinação. Segundo dados atualizados pela chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis da SMS, Solange Cruz, já foram vacinados 52.014 idosos (59,11%), 884 puerperas (60,59%), 26.572 crianças (53,83%), 10.513 trabalhadores em saúde (50,87%) e 4.575 gestantes (51,55%).

A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da SMS, Juliana Araújo, orienta que a população procure a unidade de saúde mais próxima de sua residência e que não deixe para o último dia. Ela ainda explica que a vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para este ano – A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B.

“O objetivo da vacinação é prevenir as complicações que podem ocorrer numa infecção por influenza, como a pneumonia. Essas complicações costumam ocorrer com mais frequência em crianças, idosos, gestantes, puérperas e pessoas com doenças crônicas. Por isso, elas fazem parte dos grupos prioritários para a vacinação”, afirma Juliana Araújo.

O secretário Municipal de Saúde, Luís Roberto Fonseca, também alerta para a importância da vacinação e chama a população para aderir à campanha. “Nossa meta é vacinar 80% do público-alvo. Com isso, podemos reduzir as internações e os óbitos causados pelas complicações decorrentes da gripe. Daí a importância da mobilização”, ressalta o secretário Luiz Roberto Fonseca.

“A vacinação protege contra as formas graves de influenza. Quanto menor o número de vacinados, maior o número de pessoas suscetíveis à doença”, destaca Luiz Roberto Fonseca.

O período de maior circulação da gripe no Hemisfério Sul vai do final de maio até o mês de agosto. Após a aplicação, o corpo leva de duas a três semanas para gerar a proteção contra a gripe.

Influenza

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que afeta o sistema respiratório e pode levar a complicações graves e até mesmo a morte, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz. A principal forma de prevenção é a vacinação.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!