Caças dos EUA sobrevoam Coreia do Sul para alertar Pyongyang

(ANSA) – Caças supersônicos norte-americanos capazes de transportar armas nucleares sobrevoaram o território da Coreia do Sul como forma de alertar o governo do ditador Kim Jong-un após Pyongyang realizar um novo teste nuclear na semana passada.

Segundo comunicado oficial, com a ação militar, Washington e Seul querem passar a mensagem de que “estão preparados para responder às ameaças contra a estabilidade e a segurança” na região. Os bombardeiros B-1, escoltados por F-15K sul-coreanos e F-16 norte-americanos, foram vistos sobrevoando a base aérea de Osan, perto da fronteira com a Coreia do Norte.

Os caças estavam estacionados na base localizada na ilha de Guam, um território dos EUA no oceano Pacífico, e não chegaram a pousar na Coreia do Sul. Voos deste tipo são comuns em períodos marcados por tensões. Coreia do Norte realizou seu quinto teste nuclear na última sexta-feira, dia 9, e, segundo a TV estatal “KCTV”, ele foi executado com “sucesso”. O governo norte-coreano usa como desculpa a hostilidade dos Estados Unidos como motivo de ampliar seu programa nuclear.

A Coreia do Norte já sofreu diversas sanções das Nações Unidas (ONU) nos últimos meses por conta de seus testes, mas nem isso foi suficiente para conter as ambições de Kim Jong-un.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!