Home Notícias Economia Bovespa fecha com alta e dólar cai ao menor valor em três meses

Bovespa fecha com alta e dólar cai ao menor valor em três meses

Publicidade

Bovespa fecha com alta e dólar cai ao menor valor em três meses
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
0
Publicidade

A divulgação de que a economia brasileira encerrou 2015 com a maior queda em 25 anos não afetou o mercado financeiro, que teve forte recuo do dólar, fechando no menor valor em três meses, R$ 3,802. Na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o dia foi de euforia, com alta de 5,12%, mais alto nível desde 23 de novembro do ano passado.

O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (3) vendido a R$ 3,802, com queda de R$ 0,086 (-2,2%). A cotação está no menor valor desde 10 de dezembro (R$ 3,801). A moeda norte-americana operou em queda durante toda a sessão, mas o recuo intensificou-se durante a tarde, após a divulgação, pela revista IstoÉ, de uma reportagem sobre acordo de delação premiada que teria sido feito pelo senador Delcídio do Amaral (PT-MS). As informações da revista não foram confirmadas pelo senador, nem pelos advogados dele.

Na mínima do dia, por volta das 15h30, o dólar chegou a ser vendido a R$ 3,788. A divisa acumula queda de 5,02% em março e de 3,7% em 2016.

O Ibovespa, índice da Bolsa de São Paulo, encerrou o dia com alta de 5,12%, aos 47.193 pontos.

O destaque foram as ações da Petrobras, as mais negociadas, que registraram forte alta. As ações ordinárias (que dão direito a voto em assembleia de acionistas) da Petrobras subiram 12,47% e fecharam a R$ 9,11. As preferenciais, que dão preferência na distribuição de dividendos, tiveram alta de 16,28%, passando para R$ 6,57. Os papéis preferenciais estão no maior valor desde o início de janeiro. As ações ordinárias voltaram para o maior valor desde julho do ano passado.

Agência Brasil

Publicidade

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!