Home Notícias Política Aprovação do governo Dilma cai para 7,7% segundo Pesquisa CNT/MDA

Aprovação do governo Dilma cai para 7,7% segundo Pesquisa CNT/MDA

Publicidade

Aprovação do governo Dilma cai para 7,7% segundo Pesquisa CNT/MDA
0
Publicidade

Pesquisa CNT/MDA divulgada na manhã desta terça-feira (21) mostra que 52,4% dos entrevistados consideram o governo da presidente Dilma Rousseff como péssimo. A esses somam-se 18,5% que consideram a gestão da petista como ruim e Dilma chega ao pior índice de popularidade da série histórica feita pela CNT. O governo é considerado de forma positiva somente por 7,7% dos entrevistados. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 cidades de 25 estados, das cinco regiões, entre os dias 12 e 16 de julho de 2015.

O pico negativo de Dilma havia sido verificado no levantamento anterior, feito em março, quando a presidente registrou 11% de popularidade. Em relação ao desempenho pessoal de Dilma, somente 15,3% aprovam a gestão dela, contra 79,9% que desaprovam. Neste aspecto, Dilma também bateu recorde, já que o pico de reprovação era de 78%, registrado em março.

Os dados refletem a crise política atual: 62,8% das pessoas são favoráveis ao impeachment da presidente.

Eleições

Para 44,8% da amostra, se o candidato tucano Aécio Neves (PSDB) tivesse vencido as eleições presidenciais de 2014, o governo dele estaria melhor do que o de Dilma; 36,5% acreditam que estaria igual e, para 10,9%, o cenário poderia ser pior.

Se as eleições fossem hoje, num cenário com Aécio Neves, Lula, Marina e Bolsonaro, Aécio ganharia com 35,1% dos votos. Lula teria 22,8%, Marina, 15,6% e Bolsonaro, 4,6%.

Para 78,1% dos entrevistados, empresas devem ser proibidas de fazer doações a campanhas políticas. 67,5% acreditam que não deve haver reeleição.

Economia

A pesquisa também abordou questões ligadas à economia. Quando o tema foi emprego, somente 15% acreditam que o quadro poderá melhorar. Para 55,5% o cenário deve piorar e 27,5% acreditam que tudo ficará igual. Sobre renda, a maioria crê que o panorama deverá ficar igual, 50,2%. Para 33,7% vai diminuir e 13,8% acreditam que a renda vai aumentar.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!