Home Notícias Mundo Após fracassar no futebol, filho de brasileira se uniu ao Estado Islâmico (EI)

Após fracassar no futebol, filho de brasileira se uniu ao Estado Islâmico (EI)

Publicidade

Após fracassar no futebol, filho de brasileira se uniu ao Estado Islâmico (EI)
0
Publicidade

Católico praticante e ex-jogador de futebol, ele nasceu e foi criado no país, que tem uma das melhores qualidades de vida do planeta, mas, paradoxalmente, é um celeiro de extremistas do Estado Islâmico (EI) – estima-se que mais 300 belgas lutem em nome da jihad no Iraque e na Síria.
Em entrevista exclusiva ao “Fantástico”, da TV Globo, Rosana Rodrigues, mãe de Brian, contou que busca respostas sobre o que levou o filho a se tornar um radical de um dos grupos mais perigosos da atualidade. E revelou que teme que ele se torne um homem-bomba: “Que meu filho não chegue ao ponto de decepar a cabeça de alguém. E no fundo do meu coração eu sinto que ele jamais faria isso. Jamais seria capaz de perdoá-lo se ele fizesse uma coisa dessas. Tenho medo de eles colocarem ele para se explodir”.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A transformação de Brian começou com uma decepção: o jovem queria ser jogador de futebol profissional, mas aos 17 anos foi dispensado do time onde treinava. Entrou em depressão. Foi nesse momento que os extremistas se aproximaram. Ele começou a frequentar uma mesquita no bairro, onde, segundo a imprensa belga, encontrou extremistas de vários países: Afeganistão, Paquistão, Bangladesh. Em menos de dois anos, tornou-se um deles. Em janeiro de 2013, sumiu.
A última notícia que Rosana teve do filho foi que ele estava em Aleppo, na Síria. Ela conta que está disposta a uma ação desesperada para reencontrá-lo: “Eu vou para a Síria. A polícia federal falou que eles vão me matar, me estuprar, vão tirar a minha cabeça. Depois que eu encontrar meu filho, eles podem fazer isso”.

Preocupação na Europa
Um dos grandes medos na Europa é que os jovens extremistas voltem para praticar atos terroristas nos países onde nasceram. E é exatamente isso que os belgas temem que Brian faça. Num vídeo atribuído a ele, o EI ameaça explodir o Atomium, um dos pontos turísticos mais visitados de Bruxelas. Rosana, no entanto, nega que a voz no vídeo – ele não aparece – seja do filho.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!