ANS e Anac preparam concurso com expectativa de 252 oportunidades

Quem pretende ingressar em um órgão federal já pode intensificar os estudos. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) já iniciaram os preparativos dos seus respectivos concursos que, juntos, selecionarão 252 profissionais.

O próximo passo para a realização dos processos seletivos é a contratação da empresa que ficará responsável pela organização e execução dos certames.

Tanto a ANS quanto a Anac ainda não definiram os Estados nos quais as vagas serão lotadas, porém, as probabilidades são para as cidades que possuem sede regional dos órgãos. O Rio Grande do Norte possui sede regional da ANAC, que fica localizada no Aeroporto Internacional de Natal – Governador Aluísio Alves; já para a ANS, as sedes mais próximas do RN ficam no Ceará e em Pernambuco.

A publicação dos dois editais ocorrerá, no máximo, em pouco mais de três meses. Isso se deve ao fato de que as portarias divulgadas no Diário Oficial da União (DOU) de 24 de junho delimitaram um prazo máximo de seis meses para o lançamento das seleções, ou seja, até 24 de dezembro.

ANAC
A Agência Nacional de Aviação Civil recebeu aval para abrir 150 oportunidades distribuídas da seguinte maneira: 15 para técnico administrativo, 45 para técnico em regulação de aviação civil, 65 para especialista em regulação de aviação civil e 25 para analista administrativo.

As colocações de técnico administrativo e técnico em regulação necessitam de nível médio, enquanto as demais carreiras são destinadas a candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação.

Os salários vigentes são de R$ 6.062,52 para técnico administrativo, R$ 6.330,52 para técnico em regulação, R$ 11.444,29 para analista e R$ 12.347,49 para especialista, contando com o vale-alimentação de R$ 373. Assim como ocorrerá com a ANS, as remunerações sofrerão reajuste no começo de 2016, portanto, os vencimentos serão maiores.

ANS
Para a Agência Nacional de Saúde Suplementar serão 102 vagas, sendo 66 para o cargo de técnico administrativo e 36 para técnico em regulação de saúde suplementar. Os dois postos exigem ensino médio completo.

Os vencimentos atuais correspondem a R$ 6.062,52 para técnico administrativo e a R$ 6.330,52 para técnico em regulação, já incluindo o auxílio-alimentação de R$ 373. Vale ressaltar que no início de 2016 os salários passarão por reajustes, portanto, os aprovados já deverão receber os novos valores.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!